Emanuel Carneiro

Coluna do Emanuel Carneiro

Veja todas as colunas

A história de sempre

28/09/2020 às 11:19
A história de sempre

A cada dia aumenta o número de jogadores de destaque no futebol brasileiro que saíram de Minas ou passaram por aqui e não tiveram bem avaliadas as suas qualidades para um futuro profissional vestindo as nossas gloriosas camisas.

É bem conhecido e já foi por nós bastante comentado o caso Bruno Henrique, o craque do Flamengo e na temporada passada considerado o melhor jogador da América, com justiça, por sinal.

Bruno Henrique jogava num time amador da capital mineira e o máximo que conseguiu foi uma curta passagem no Cruzeiro e depois Uberlândia. Praticamente ninguém tomou conhecimento dele. No Atlético, preto, pobre, vindo da várzea, treinou e sumiu.

Na edição do Superesportes, do jornal Estado de Minas desse domingo (27), em reportagem assinada pelo jornalista Roger Dias, é contada boa parte da carreira do Thiago Galhardo, mineiro de São João del-Rei, artilheiro do atual Campeonato Brasileiro, que brilha no Internacional de Porto Alegre.

Ali há um trecho de uma reprovação de um teste no Atlético.

Outros exemplos pipocam pelo Brasil afora e nunca chega uma explicação razoável para tanta indiferença.

O time do Galo que começou a partida contra o Grêmio não tinha jogador de base, que antigamente se chamava de “prata da casa”.

Agora olhem o Flamengo e o Grêmio, para não ir muito longe. Quantas vitórias e quanto dinheiro arrecadaram nos últimos anos com suas revelações, e elas continuam aparecendo.

O que temos visto em Minas são promoções precipitadas, sem a devida avaliação de jovens que deveriam ser trabalhados (ou não) nas divisões de base há muito mais tempo e chegam ao profissional como salvadores da pátria. Em seguida são emprestados e depois desaparecem. Triste sina.

Falta olho clínico, talento entre os treinadores e dirigentes que atuam no setor, quase todos ligados a empresários meia-boca.

Antes não era assim. Grandes jogadores eram pinçados no futebol amador, no interior, nas divisões de base. A fonte não secou. Falta cobrança, vontade profissional e paciência. É muito fácil buscar jogadores que disputam a Copa São Paulo e não acontece nada. Esta incompetência está nos custando caro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O atacante foi infectado com a covid-19 no mês passado. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Um dos valores citados pelo ex-ministro é promover o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, quem ele classificou como “genocida e irresponsável”.#Itatiaia

    Acessar Link