NOTÍCIAS

Sette Câmara: briga por títulos em 2020, mais um ou dois reforços e futuro de Cazares

A montagem do time para a temporada 2020 criou uma boa expectativa no presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara. Em entrevista à Itatiaia durante a premiação do Troféu Guará BMG, nesta quinta-feira, o mandatário alvinegro disse que a equipe está sendo formada para brigar por títulos e que a diretoria ainda busca mais um ou dois reforços.

“A expectativa é bem grande. Estamos formando um time que entendo que vai ser um time para brigar por títulos. O Atlético ainda vai procurar se reforçar com mais uma ou duas peças”, frisou.

Até o momento, o Atlético já anunciou a contratação de cinco jogadores: Maílton, Guilherme Arana, Allan, Dylan Borrero e Hyoran. O sexto reforço pode ser o meia-atacante venezuelano Jefferson Savarino, de 23 anos, do Real Salt Lake, dos Estados Unidos.

Segundo o repórter Cláudio Rezende, da Itatiaia, a diretoria do Atlético define detalhes finais para o anúncio. Outra posição que o clube alvinegro busca é a de centroavante, mas o nome é mantido em sigilo.

Sette Câmara também falou sobre o futuro do meia Cazares. O Atlético recebeu uma proposta de 2,8 milhões de dólares (cerca de R$ 11,6 milhões) do Al-Ain, da Arábia Saudita, mas o clube alvinegro recusou e pede mais pelo equatoriano. O camisa 10 tem contrato até o fim deste ano e poderá assinar com outra equipe em julho, deixando o Galo de graça em dezembro.

“Eu não gosto de falar sobre especulação. O Cazares é um jogador do Atlético, tem contrato com o clube. Nenhum jogador do Atlético é inegociável, e ele está dentro desse rol. O Cazares só vai sair do Atlético se chegar uma proposta à altura do jogador. Caso contrário, ele vai permanecer no clube e vai jogar esse ano normalmente cumprindo o contrato dele”, observou o mandatário atleticano.

Sette Câmara também se mostrou empolgado com o técnico venezuelano Rafael Dudamel. “Estamos bem confiantes que o trabalho do Dudamel seja um trabalho não só vitorioso, mas que também revele muitos jovens. É um treinador moderno, um homem muito sério, gosta de disciplina, é uma coisa que eu também gosto bastante, acho importante. Mas, sobretudo, é uma pessoa que sabe gerir bem o grupo”, elogiou.

“O treinador, além de desenvolver a parte técnica do time, tem que ser um grande gestor e saber abraçar o time. Parece que os jogadores entenderam bem o recado dele, e a gente tem uma expectativa muito grande que esse ano venha muita alegria para o torcedor atleticano”, finalizou.

MAIS NOTÍCIAS