PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Zema diz que Minas segue trabalhando para aderir ao Regime de Recuperação Fiscal da União

Por Agência Estado , 20/09/2019 às 18:39
atualizado em: 20/09/2019 às 19:43

Texto:

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou nesta sexta-feira que segue trabalhando para aderir ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) junto à União. Zema disse que a equipe econômica do estado será "conservadora", desenhando um plano de recuperação que "não tenha o perigo de dar errado".

Na semana passada, o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, revelou que o estado do Rio corre o risco de ser expulso do RRF porque o governo estadual não está cumprindo as obrigações do plano de socorro do governo federal. A advertência foi feita em resolução de 4 de setembro do Conselho de Supervisão do RRF. O Rio tem até 3 de outubro para apresentar uma solução ou o Conselho vai recomendar a sua expulsão do regime ao Ministério da Economia, o que obrigaria o estado a ter de arcar com uma dívida de R$ 32,5 bilhões.

Zema citou a Cemig, a Copasa, a Gasmig e a Codemig - que explora nióbio em parceria com a CBMM - como estatais que poderão ser privatizadas, com apoio do BNDES. Lembrou também que a Cemig já começou com o processo de venda de subsidiárias, como a Light, distribuidora de energia na região metropolitana do Rio.

Na manhã desta sexta, Zema se reuniu no Rio com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Na entrevista ao chegar ao BNDES, o governador disse que deixou claro ao ministro a "necessidade de distribuir recursos para os estados". A prometida distribuição de parte dos recursos que serão obtidos com a outorga do leilão do petróleo excedente das áreas da cessão onerosa, disse Zema, pode não chegar com a urgência que os estados em situação mais dramática, como Minas, precisam.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link