Notícias

'Veterano' da Seleção Brasileira, Willian festeja por enfim poder disputar final

Por Agência Estado, 03/07/2019 às 10:16
atualizado em: 03/07/2019 às 11:49

Texto:

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

A vaga conquistada na final da Copa América com a vitória por 2 a 0 sobre a Argentina, nessa terça-feira (2), no Mineirão, deixou o atacante Willian com uma realização extra na carreira. O jogador de 30 anos é um dos mais experientes da atual seleção brasileira porém só agora, 12 anos depois da primeira convocação, ele terá a chance de estar em uma final junto com a equipe.

Willian herdou a camisa 10 de Neymar, que foi cortado da Copa América, levando Tite a convocá-lo. E no próximo domingo, no Maracanã, o jogador terá a oportunidade de encerrar a longa espera. "Eu vinha persistindo bastante, batalhando muito, mesmo sendo eliminados nas últimas competições. Mesmo com os resultados negativos no passado, esse grupo lutou e está na final. Quem sabe no domingo a gente não pode conquistar esse título", afirmou. 

O atacante do Chelsea é presença constante nas convocações da Seleção Brasileira nos últimos anos, porém nunca foi campeão pela equipe. O jogador participou das duas últimas Copas do Mundo e também das duas últimas Copas América. O melhor resultado havia sido o quarto lugar no Mundial de 2014, campanha marcada pela derrota para a Alemanha por 7 a 1 na semifinal, na qual ele entrou em campo no segundo tempo.

Contra a Argentina, Willian substituiu Everton após o intervalo e terminou o jogo com problemas musculares, mas muito realizado. O atacante disse que a melhor forma de assegurar a presença na decisão seria justamente batendo a Argentina. "Um clássico como esse é muito bom. O objetivo principal é ser campeão, mas quando se ganha um jogo com o de hoje, a confiança aumenta mais para que na final a gente faça um grande jogo", disse.

Apesar de ter entrado na Seleção Brasileira após o corte de Neymar, Willian tem sido muito utilizado nesta Copa América. O atacante até mesmo marcou um gol na competição, diante do Peru, ainda pela fase de grupos. O jogador ainda bateu executou uma cobrança na disputa de pênaltis pelaas quartas de final contra o Paraguai, em Porto Alegre.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link