PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Vacina pentavalente volta a ser oferecida nos postos de saúde de Belo Horizonte 

Por Aline Campolina, 09/10/2019 às 07:12
atualizado em: 09/10/2019 às 07:30

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Marina Jordá/Arquivo PBH
Marina Jordá/Arquivo PBH

A vacina pentavalente volta a ser oferecida nos 152 centros de saúde da capital mineira. A dose protege as crianças contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite causada pela bactéria Haemophilus Influenzae.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA), desde agosto deste ano as doses estavam em falta no serviço público da cidade após um lote vindo do fornecedor indiano Biologicals E. Limited ser reprovado em testes do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Jandira Lemos, assessora da Diretoria em Vigilância em Saúde de Belo Horizonte, diz que o Ministério da Saúde tem liberado aos poucos as vacinas para os municípios e a previsão de normalização é para o mês de novembro. Na capital mineira foram entregues 3 mil vacinas.

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina pentavalente é dada em 3 doses aos 2, 4 e 6 meses de idade. Os reforços e/ou complementações em crianças a partir de 1 ano são realizados com a vacina adsorvida difteria, tétano e pertússis (DTP). O Governo enfatiza que é extremamente importante que os pais levem os filhos para se imunizarem.

Desde 2012 o Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, oferta a vacina na rotina do Calendário Nacional de Vacinação.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link