Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

Tite prioriza amistosos de março antes da definição do grupo para a Copa do Mundo

Por Agência Estado, 23/01/2018 às 22:24

Texto:

Foto: CBF/Divulgação
CBF/Divulgação

Parte da comissão técnica da seleção brasileira encerrou no último sábado o primeiro período de observações do ano visando os dois últimos amistosos antes da convocação para a Copa do Mundo da Rússia. Após 12 dias na Europa, o auxiliar técnico Cleber Xavier e o coordenador do Centro de Pesquisa e Análise (CPA) da seleção, Fernando Lázaro, voltam para municiar o técnico Tite com informações de pelo menos oito jogadores que podem estar na lista para as partidas diante de Rússia e Alemanha, em março.

A dupla esteve na Inglaterra acompanhando treinos e o jogo do Liverpool, de Roberto Firmino, diante do Manchester City de Ederson, Danilo, Fernandinho e Gabriel Jesus - que se recupera de lesão. Depois, foi à França ver a atuação de Jorge e Jemerson do Monaco, e no último sábado esteve na Turquia acompanhando o desempenho de Giuliano, do Fenerbahçe.

Todos eles já foram chamados por Tite desde que o técnico assumiu a seleção, há um ano e meio, e têm chances de estar na Copa do Mundo. Apesar disso, o coordenador de seleções, Edu Gaspar, afirmou que as observações foram feitas visando unicamente os amistosos.

“Tudo o que nós estamos fazendo neste período é com enfoque em março. A gente não tem como pular etapas. Trabalhamos com enfoque em algumas dúvidas que temos e em alguns pontos positivos que a gente ainda queira chancelar”, disse Edu Gaspar ao Estado. “Mas tudo isso pensando nos amistosos de março. Depois a gente começa a pensar na convocação final para a Copa do Mundo”.

Segundo Edu Gaspar, assistir às partidas nos estádios e acompanhar os treinos permite que a comissão técnica tenha um desenho mais claro sobre a performance de cada atleta. “As observações são com intuito 100% técnico”, sustentou o coordenador. “É um fator importante estar lá e acompanhar in loco e, se possível, trocar ideia com o treinador, com o preparador físico, com o auxiliar técnico. Se a gente tiver alguma dúvida sobre parte tática ou técnica, eles ajudam a debater sobre isso ou até potencializar o que a gente acredita”.

De acordo com números da CBF, com as três partidas analisadas este ano a comissão técnica da seleção brasileira chegou a 213 jogos assistidos nos estádios em que ocorreram. Destes, 93 foram no exterior e 120 no País.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link