Notícias

Thiago Neves fala sobre salários atrasados e investigação, mas garante foco no clássico

Por Redação, 09/07/2019 às 20:18
atualizado em: 09/07/2019 às 20:24

Texto:

Foto: Vinnícius Silva/Cruzeiro
Vinnícius Silva/Cruzeiro

Na semana do primeiro clássico contra o Atlético pelas quartas de final da Copa do Brasil, o Cruzeiro segue dividindo as atenções com o extracampo. Em meio às investigações da Polícia Civil no clube, o meia Thiago Neves também falou sobre salários atrasados no elenco, mas minimizou os problemas e garantiu foco total na partida de quinta-feira, às 20h, no Mineirão.

Para o armador, o extracampo não irá interferir no desempenho do time. “Nem um pouco, até porque a gente já vem com o pensamento no Atlético desde o sorteio. O que aconteceu hoje não vai interferir em nada. O objetivo nosso é passar, é o maior rival, é um jogo que vai parar a cidade. O torcedor está com a gente. É um dia difícil para o Cruzeiro, mas o torcedor não quer saber o que aconteceu hoje, quer saber sobre quinta-feira. Vamos nos empenhar. Esses dois jogos são mais importantes”, disse.

A terça-feira no Cruzeiro foi movimentada e com mais um capítulo da crise política no clube, alvo da operação ‘Primeiro Tempo’, da Polícia Civil, que apreendeu diversos documentos, computadores e celulares nas casas do presidente Wagner Pires de Sá, do vice-presidente de futebol, Itair Machado, e do diretor-geral, Sérgio Nonato.

Ao ser questionado sobre o atraso no pagamento dos salários do mês de junho – que deveria ser quitado no último dia 5 –, Thiago Neves assegurou que isso não será problema, até porque o Cruzeiro já acertou nessa segunda-feira (8) com os atletas.

“Ontem já acertaram, está todo mundo rindo à toa no clube. A gente conversou, o Itair disse que estava difícil, eles jogam aberto com a gente. Disseram que iam acertar. Nos primeiros dias, é estranho, porque dois anos recebendo em dia, você pergunta: Está tudo em ordem?”, indagou.

“Não procuro ficar acompanhando também (as coisas extracampo). Mando mensagem para o Itair, mas nós jogadores temos que estar juntos. Para mim, como funcionário, está tudo em ordem. Os salários atrasaram, mas qual clube não atrasa? Começaram a bater nisso porque o Cruzeiro nunca atrasa. Não vamos tirar o foco de quinta-feira”, ressaltou.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link