Notícias

O meia Thiago Neves está liberado para jogar pelo Cruzeiro

Documentação chegou

Por Editoria de web , 17/02/2017 às 17:05
atualizado em: 18/02/2017 às 21:12

Texto:

O meia Thiago Neves está liberado para jogar pelo Cruzeiro. Nesta sexta-feira, a Fifa entregou ao clube celeste o Certificado de Transferência Internacional (ITC) provisório. Agora, o jogador está oficialmente desligado do Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, para ser registrado no Boletim Informativo Diário (BID).

O Cruzeiro recebeu da entidade os documentos necessários para dar andamento no processo de inscrição do atleta junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Se o nome do meia for publicado no BID na segunda-feira, a estreia pode acontecer na quarta, no Mineirão, contra o São Francisco-PA, pela segunda fase da Copa do Brasil.

O Al Jazira se recusou a enviar a documentação como forma de retaliação a Thiago Neves, que acionou o clube na Fifa por falta de pagamento dos salários após ser afastado do elenco. Os árabes seguraram os papeis o máximo que puderam e, ao fim do prazo, informaram que não liberariam.

Com a recusa, o Cruzeiro teve que entrar em contato com a CBF, que por sua vez ingressou na Fifa no dia 3 de fevereiro com pedido do Certificado de Transferência Internacional provisório. O prazo para resposta da entidade máxima do futebol é de 20 dias, mas o documento saiu antes.

Thiago Neves foi anunciado pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares após a missa de 96 anos do Cruzeiro como presente de aniversário. O jogador assinou contrato de três anos com a Raposa.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Com apoio de ex-presidentes sul-americanos, manifesto pró-Lula bate marca de 200 mil assinaturas:… https://t.co/Slr59JZatm

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Tomás Andrade embarca para Belo Horizonte e deve ser emprestado ao Atlético por um ano: https://t.co/tDaenVNtsS https://t.co/h9dVozxCiP

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Entrevista sobre febre amarela com o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde de Minas, Rodrigo Said

    Acessar Link