Notícias

Temendo surto de sarampo no carnaval, prefeitura orienta trabalhadores e foliões a vacinar

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 27/02/2019 às 11:22
atualizado em: 27/02/2019 às 11:25

Texto:

Foto: Marcello Casal Jr/Arquivo/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Arquivo/Agência Brasil

A prefeitura de Belo Horizonte orienta os foliões e quem vai trabalhar no Carnaval que vacine contra o sarampo. Devido a maior circulação de pessoas há risco de surto da doença. Motoristas de táxi e aplicativos de transporte, trabalhadores do setor hoteleiro, lanchonetes e ambulantes, todos que têm contato com o público, devem se prevenir.

Amazonas e Roraima, estados do norte do Brasil, concentram o maior número de casos de sarampo no país.  Desde o início de 2018, até janeiro deste ano, foram confirmados 10.274 casos no Brasil. Três estados apresentaram óbitos pela doença: Roraima (quatro), Amazonas (seis) e Pará (dois). Os casos estão relacionados à importação do vírus que está circulando no Brasil, o mesmo que circula na Venezuela, país com surto da doença desde 2017.  

Alguns casos isolados, e também relacionados à importação, foram identificados nos estados de São Paulo Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Bahia, Pernambuco, Pará, Distrito Federal e Sergipe.

“É um alerta para a população, em geral, que vai aproveitar o carnaval na cidade. A transmissão do sarampo é respiratória, com aglomeração de pessoas, quem não estiver imunizado pode pegar a doença, caso alguém com o vírus esteja no mesmo local. Então, as pessoas com idade até 29 anos e não sabem que têm as duas doses da vacina, devem procurar os centros de saúde para se vacinar. Pessoas com idade acima de 29 anos devem tomar apenas uma dose e já vai estar protegida contra a doença por toda a vida”, alerta Lúcia Paixão, diretora de promoção à saúde e vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde. 

A vacina contra o sarampo é também contra outras duas doenças: rubéola e caxumba. A proteção total contras as três doenças depois da imunização pode demorar de sete a 15 dias, mas a imunização contra o sarampo ocorre em menos tempo, principalmente se a pessoa já tiver tomado uma dose da vacina.

Sintomas

Os sintomas da dengue são febre, tosse, coriza e manchas vermelhas pelo corpo. “São sintomas parecidos com de outras doenças, por isso a pessoa deve procurar imediatamente um atendimento médico para que o diagnóstico da doença seja feito de maneira mais rápida”, destaca Lúcia Paixão. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ #Cruzeiro: Deportivo Lara joga daqui a pouco pelo Campeonato Venezuelano. Duelo contra a Portuguesa, em casa. No… https://t.co/koiGcECV7D

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    As vítimas estavam na mesma moto e em um cruzamento foram atingidas pelo carro dirigido pelo ex-patrão

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Leia a coluna de Cadu Doné 👇

    Acessar Link