Notícias

‘Tatuagem digital’: envio de nudes pode se tornar um problema futuro para usuários 

Por Redação, 26/06/2019 às 08:42
atualizado em: 26/06/2019 às 09:06

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00


Uma vez compartilhado, já era. Assim, especialistas em segurança virtual avaliam a publicação de algum conteúdo na internet. Tratando-se de fotos íntimas, o transtorno pode ser ainda maior e é possível tratar o tema como uma “tatuagem digital”. Este é o terceiro episódio da série especial da Itatiaia que aborda a troca dos famosos nudes na internet. Ouça a matéria completa aqui

“Temos que pensar que tudo o que é enviado pela internet nunca será apagado. Então, se eu mando uma foto para alguém e essa pessoa publica, essa foto virou uma tatuagem digital”, avalia o técnico da informação Carlos Travagini. 

“Por mais que a foto seja excluída do site, existem outras formas de recuperar o acesso. Uma vez que caiu na rede, sempre estará na iminência de ser identificada”, completa. 

A reportagem foi às ruas de Belo Horizonte e não teve dificuldade para encontrar alguém que já tenha vivenciado um caso de vazamento de fotos íntimas sem autorização, conforme conta uma adolescente de 14 anos que conhece uma menina, de apenas 12, que passou pela situação. “Ela estava ficando com um menino, enviou um nude para ele e a foto espalhou. Estava até no telefone do meu tio esses dias”, conta.   

Delegado da segunda delegacia de crimes cibernéticos, Magno Machado relembra um episódio que mostra como as fotos podem vir à tona, mesmo que anos depois. 

“Uma jovem teve as fotos íntimas expostas, por volta dos 13 anos. Passados muitos anos, quando ela já estava adulta e empregada, e já havia superado o trauma, a foto foi novamente divulgada, trazendo um novo constrangimento”, conclui. 

Um dos casos mais emblemáticos envolvendo o compartilhamento não autorizado de fotos íntimas é o da atriz Carolina Dieckmann, que, em 2012, teve imagens vazadas após levar o celular para manutenção. Após o caso, em dezembro daquele ano, foi sancionada a Lei Carolina Dieckmann para punir de forma mais severa a invasão de aparelhos eletrônicos  e extrair dados particulares.  

“O exemplo mais recente que temos é o caso envolvendo o Neymar, que ele divulgou um vídeo com conversas com a moça que o acusa de estupro, enviando nudes para ele”, diz a especialista em marketing digital Patrícia Ester. O jogador da Seleção Brasileira e do Paris Saint-Germain-FRA foi intimado a depor sobre a divulgação do conteúdo. 

Existe algum aplicativo totalmente seguro para o compartilhamento de fotos íntimas? Este será o tema do próximo episódio da série especial, que vai ao ar na manhã desta quinta-feira (27), no Jornal da Itatiaia 1ª Edição.

Leia também: Controle inibitório não desenvolvido é um dos motivos do envio de nudes entre adolescentes 

Mais de 60% dos jovens admitem enviar ou receber nudes, mostra pesquisa encomendada pela Itatiaia

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link