Seculus - Smart Watch

Notícias

O novo cenário de manifestações no Brasil começa a ser analisado por especialistas.

MOBILIZAÇÃO

Por Editoria de Web, 04/08/2016 às 16:03

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

O novo cenário de manifestações no Brasil começa a ser analisado por especialistas. Uma pesquisa do Instituto Datafolha mostra que 84% dos manifestantes em todo o país não se identificam com partidos políticos, 53% tem menos de 25 anos e 71% participam de protestos pela primeira vez. Para o sociólogo e cientista político Rudá Ricci, o que chama mais atenção é o distanciamento dos protestantes com a prática política e a ausência de relação dos movimentos com os partidos políticos.

“Parece que essas manifestações colocaram o Brasil no século XXI das redes sociais, e começaram a mostrar uma crítica violenta àquelas associações do século XX, como sindicatos e partidos. Viramos a página da história do Brasil”, afirmou.

O sociólogo ressalta que a pluralidade nas reivindicações reforça os protestos. Porém, falta uma proposta política. “Você vai negociar com quem? O governo vai discutir o quê? Qual bandeira é mais importante? Esse tipo de organização junta muita gente, mas não consegue entrar numa estrutura de poder. Como seria um novo governo? Eles criticam, e como tem lugar para todo mundo, são muito fortes e atraem muita gente, mas na hora de mudar vem o impasse. Como fazer o país ser melhor depois de ter saído na rua?”, questiona.

De acordo com Ricci, os estudos apontam que o jovem da atual geração “faz o que quer” e isso é evidenciado nos protestos. “Eles não aceitam ser liderados por ninguém, inclusive no trabalho. Defendem muito suas ideias focadas na paixão e gostam de trabalhar e ter sucesso a partir do próprio suor. As pesquisas revelam que essa geração trabalha muito, mas chega atrasada no trabalho e sai muito tarde. Eles fazem o que querem. É típico disso que estamos vendo nas manifestações. Quando levantaram a bandeira de partido ou alguma liderança tentou 'puxar' (o movimento), eles rapidamente disseram 'parem com isso, pois aqui não tem partido'”.

Confira a entrevista completa com o sociólogo: 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Expectativa é aprovação da reforma da Previdência no primeiro semestre, diz Guedes: https://t.co/sRjEEa9jp4 https://t.co/RnULLY5kkJ

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Sim, temos otimismo com a tramitação", afirmou o ministro da Economia.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    É uma alusão a um famoso personagem de novela.

    Acessar Link