Notícias

Colegas de farda de Vanderli lamentaram a morte do policial. Em entrevista à Itatiaia, o soldado Wesley Pereira Lima descreveu o amigo como um 'guerreiro'

Não resistiu

Por Editoria de web, 10/08/2016 às 02:16

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

O sargento da Polícia Militar Vanderli Gonçalves da Silva, de 46 anos,  morreu na noite dessa terça-feira no Hospital João XXIII em Belo Horizonte. O militar estava internado em estado grave no pronto-socorro desde 21 de julho, quando foi baleado no Bairro São Francisco, Região da Pampulha. Vanderli, que era lotado no 13º batalhão, foi atingido por seis disparos. Ele estava no local para se encontrar com uma mulher.

Colegas de farda de Vanderli lamentaram a morte do policial. Em entrevista à Itatiaia, o soldado Wesley Pereira Lima descreveu o amigo como um 'guerreiro que não dava mole para a bandidagem'. O militar prometeu empenho da polícia para prender o outro envolvido.   

“O nosso trabalho foi feito com a prisão dele. Falta mais um e estamos correndo atrás sem medir esforços”, disse o soldado, que trabalhava diretamente com o sargento.

Preso

No dia 1º deste mês, após denúncias anônimas, a PM prendeu Thiago Henrique Correa da Silva, de 24 anos, que assumiu ter cometido o crime.  Thiago tem envolvimento com a disputa por pontos de venda de drogas no Bairro São Francisco e disse que não sabia que Vanderli era policial. “Atirei sem saber quem (era), pois o cara (sargento) estava armado”, disse à Itatiaia.  Além de Thiago, a polícia procura outro suspeito de ter participado na ação criminosa.

Ouça a matéria de Renato Rios Neto 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link