ALMG - Interna - Maxiboard

Notícias

Reforma trabalhista é aplicável a todos os contratos da CLT, diz ministro do Trabalho

Por Agência Estado, 15/05/2018 às 15:22
atualizado em: 15/05/2018 às 15:27

Texto:

A reforma trabalhista "é aplicável de forma geral, abrangente e imediata a todos os contratos de trabalho regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), inclusive àqueles iniciados antes da vigência da Lei nº 13.467/2017", em novembro passado. Este é o entendimento de parecer elaborado pela Advocacia-Geral da União (AGU) e aprovado pelo ministro do Trabalho, Helton Yomura. 

O parecer foi divulgado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira. Segundo a publicação, o parecer consiste apenas em uma orientação interna que deve ser seguida pelos servidores do ministério, sobretudo nas atividades de fiscalização. 

"Avaliando, ainda, os efeitos práticos desta manifestação jurídica no âmbito da Administração, a eventual aprovação deste parecer pela autoridade máxima deste ministério, ou seja, o ministro do Trabalho, se pode considerar um bom caminho para garantir segurança jurídica aos servidores desta pasta nas suas áreas de atuação, sobretudo fiscalizatórias, pois este ato ministerial gera vinculação e obrigatoriedade interna e acompanhamento fiel sobre o tema, que recebe aqui o entendimento firme desta Consultoria Jurídica (da AGU), dissipando quaisquer dúvidas existentes na aplicação da lei", cita a publicação do Diário Oficial.

Em nota sobre o parecer, o Ministério do Trabalho reforça que a perda de eficácia da Medida Provisória 808/2017, que regulamentava alguns pontos da reforma, não modifica o fato jurídico de que a modernização trabalhista é aplicável a todos os contratos de trabalho regidos pela CLT, inclusive àqueles iniciados antes da vigência da nova lei, e que continuaram em vigor após 11 de novembro de 2017.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Supremo suspende investigação sobre Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro https://t.co/nhayB1hgqy https://t.co/jyRw6UEInR

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O pedido ao STF foi movido pela defesa de Flávio Bolsonaro e foi distribuído ao ministro Marco Aurélio Mello

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Eleito deputado estadual pelo Novo, partido do governador de Minas, Romeu Zema, ele relembra polêmica com Kalil e aborta temas políticos polêmicos. Leia!

    Acessar Link