20180819 - Unimed - Viver Bem - Interna 2

Notícias

Raquel Dodge afirma que Rogério Favreto pressionou PF para soltar Lula

Por Agência Estado, 12/07/2018 às 09:16
atualizado em: 12/07/2018 às 09:16

Texto:

Ao pedir abertura de inquérito pelo crime de prevaricação contra o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, a procuradora-geral Raquel Dodge afirma que o magistrado pressionou a Polícia Federal para soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seguindo sua decisão emitida no último domingo (8).

Plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Favreto expediu duas decisões que mandavam soltar Lula, posteriormente derrubadas pelo presidente da Corte, Thompson Flores, e pelo relator da Lava Jato, João Pedro Gebran Neto. O STJ também rejeitou habeas corpus a Lula.

A procuradora-geral pediu ao STJ que abra investigação contra o desembargador e moveu reclamação no CNJ pedindo sua aposentadoria compulsória. Para Raquel, ele agiu de maneira partidária e "desonrou a higidez e a honorabilidade de seu cargo".

Raquel Dodge relata, no pedido e na representação, que o desembargador se dirigiu "à autoridade policial, fixando prazo em horas para que cumprisse sua decisão, chegando a cobrar pessoalmente ao telefone o seu cumprimento".

A procuradora-geral atribui o comportamento dele ao seu histórico dentro do PT e ao desejo de favorecer Lula. "As notórias e estreitas ligações afetivas, profissionais e políticas do representado com o réu, cuja soltura ele determinou sem ter jurisdição no caso, explicam a finalidade de sua conduta para satisfazer interesses pessoais e os inexplicáveis atos judiciais que emitiu e os contatos que fez com a autoridade policial para cobrar urgência no cumprimento de suas decisões", argumenta.

Defesa

O desembargador Rogério Favreto afirmou que não vai se manifestar e que ainda não teve ciência do conteúdo das representações da PGR.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Mais um alerta ao consumidor sobre preços abusivos em Belo Horizonte. Saiba mais: https://t.co/uVnxTUGlYW https://t.co/1C9ltbzyfC

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    É possível encontrar uma água mineral vendida a sete reais no cinema, cafezinho e pão de queijo a dez reais no aeroporto de Confins. Saiba mais:

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Na bolsa da vítima, estavam celular, documentos e cartões de banco. Buscas foram feitas na região por policiais militares, mas ninguém foi encontrado. Leia mais:

    Acessar Link