PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Professores e estudantes protestam contra cortes na educação e reforma da Previdência

Por Redação, 13/08/2019 às 17:14
atualizado em: 13/08/2019 às 22:16

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Alessandra Mendes/ Itatiaia
Alessandra Mendes/ Itatiaia

Milhares de professores e estudantes manifestaram na tarde desta terça-feira, em Belo Horizonte, contra cortes feitos pelo governo federal na área da educação, contra a reforma da Previdência e o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

Os grupos saíram de diversos pontos da capital mineira, mas principalmente da Praça da Assembleia, no bairro Santo Agostinho, e seguiram em direção a Praça Sete, no Centro de BH, onde se concentraram.

De acordo com a Polícia Militar, cerca de 6 mil pessoas participaram do ato desta terça. Sindicatos e entidades organizadoras não divulgaram estimativa de público.  

Segundo a coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores nas Instituições Federais de Ensino (Sindifes), Cristina Del Papa, os cortes dificultam o processo de ensino. Além disso, para ela, o cenário ficou pior com o “Future-se”, projeto lançado pelo Ministério da Educação (MEC) em julho que planeja dar mais autonomia financeira às universidades e institutos federais  estimulando que as instituições captem recursos próprios para auxiliar na sua manutenção.

“Mais uma vez estamos aqui na rua pela defesa da educação. Nós sabemos que a educação, se a gente não tem, você não tem ciência, não tem tecnologia, não tem inovação e pior, você não tem desenvolvimento, porque a educação que faz um país desenvolver. O que o governo quer com esse projeto Future-se, que na verdade não tem futuro nenhum para ele, é privatizar as universidades."

Alguns manifestantes também fizeram reclamações contra o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), e as propostas de privatização feitas pelo governo estadual. 

Em nota, a Secretaria de Educação de Minas Gerais informou que o regime de recuperação fiscal é fundamental para a retomada do equilíbrio econômico fiscal do estado. Os projetos ainda se encontram em elaboração para posterior envio a Assembleia Legislativa onde serão amplamente debatidos. Ainda de acordo com a Secretaria, esta terça é dia letivo na rede estadual e a adesão das unidades será acompanhada.  
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link