Notícias

Após movimento de agentes, prefeito Alexandre Kalil afasta Guarda Municipal das ruas

Por Redação , 12/12/2019 às 15:36
atualizado em: 12/12/2019 às 16:09

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Camila Campos/Itatiaia
Camila Campos/Itatiaia

A Guarda Municipal de Belo Horizonte vai sair das ruas. A determinação é do prefeito Alexandre Kalil e foi anunciada em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira. 

O aquartelamento vem após o movimento da categoria nessa quarta (11), quando alguns servidores foram armados para a porta da prefeitura.

Leia também:

Guardas municipais recusam proposta da Prefeitura de BH e marcam nova assembleia

Kalil ainda informou que pediu o apoio da Polícia Militar para ocupar as áreas que são responsabilidade da Guarda Municipal. A PM atendeu ao pedido. 

Campanha salarial

Os servidores recebem R$ 1,8 mil e uma compensação de R$ 1 mil, o que faz o salário chegar a R$ 2,8 mil. Eles querem que a compensação seja incorporada ao vencimento. Além disso, pedem recomposição salarial de 20% e melhorias nas condições de trabalho.

A proposta de melhorias no salário apresentada pela prefeitura foi recusada pela categoria, que marcou um novo encontro para terça-feira (17), às 9h, no mesmo local, e espera realizar antes uma reunião com a administração municipal.

Segundo os guardas, a proposta foi considerada insatisfatória pela categoria por não contemplar a incorporação do adicional de risco ao salário-base, nem a incorporação do GDI.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Campeonato Mineiro Coimbra x América

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Boliviano irá desembarcar em Belo Horizonte nesta terça-feira, às 11h30

    Acessar Link