Notícias

Plenário da Câmara dos Deputados debate tragédia de Brumadinho; 165 morreram

Por Agência Brasil, 13/02/2019 às 08:47
atualizado em: 13/02/2019 às 08:56

Texto:

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Divulgação/Corpo de Bombeiros

O plenário da Câmara dos Deputados se transforma nesta quarta-feira em comissão geral extraordinária para debater as consequências da tragédia provocada pelo rompimento da barragem na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Grande BH, na qual morreram 165 pessoas e 155 estão desaparecidas. O objetivo é discutir as circunstâncias e as responsabilidades.

As discussões ocorrem paralelamente ao funcionamento da comissão externa da Casa que formalizou os compromissos da "Carta de Brumadinho". Na carta foram definidas prioridades e esforços para impedir acidentes semelhantes ao ocorrido no último dia 25 e as primeiras audiências públicas.

Quinta-feira (14), a comissão externa deve ouvir o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, e representantes de órgãos de fiscalização e controle, como Ministério Público, Ibama, Agência Nacional de Mineração (ANM) e Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais.

Na próxima semana será a vez de ouvir especialistas do Tribunal de Contas da União, Ministério de Minas e Energia e da Agência Nacional de Águas (ANA). Paralelamente, deputados e senadores se mobilizam para a criação de comissões parlamentares de inquérito (CPIs).

Solicitações

Os deputados Áurea Carolina (PSOL-MG) e André Janones (Avante-MG) encaminharam solicitações para a Vale liberar a lista com os nomes dos presentes na mineradora no momento do desastre.  Para Janones, em Brumadinho é recorrente a informação de que o número é superior ao divulgado pela empresa, podendo chegar a 800.

A comissão externa foi a Brumadinho na última sexta-feira (8), para verificar os impactos da tragédia. Os deputados também se comprometem a buscar uma semana de esforço concentrado para votar, no plenário da Câmara, várias propostas que ajudem a impedir a repetição de crimes socioambientais no país.

Investigações

A Câmara vai instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para integrar e agilizar o trabalho de deputados e senadores na punição aos responsáveis pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. Ontem (11), o Senado anunciou a criação da CPI para apurar o acidente.

Na reunião da comissão externa ontem, os deputados demonstraram preocupação com riscos de rompimento de outras barragens e aprovaram requerimentos de audiência pública para discutir os casos de Casa de Pedra, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN,  e da barragem Sul Superior da Mina Gongo Soco, também da Vale, no município de Barão de Cocais.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ #Cruzeiro: Deportivo Lara já chegou em Confins. Time treina nesta terça e fecha a preparação pro jogo de quarta… https://t.co/4TmeXZTyW4

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽A definição dos jogos das semifinais do Estadual aconteceu na noite desta segunda-feira após a vitória do América por 2 a 0 sobre a Caldense, no Independência, pelas quartas ...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Coelho contou com uma bobeira da defesa da Veterana nos minutos finais para vencer a partida no Independência

    Acessar Link