Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

Para parar ‘indústria da multa’, proposta quer extinguir radares móveis nas rodovias mineiras

Por Redação , 18/04/2019 às 08:36
atualizado em: 18/04/2019 às 11:33

Texto:

Foto: Agência Minas
Agência Minas

Uma proposta, que tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), quer acabar com os radares móveis nas rodovias mineiras. Autor da projeto de lei, o deputado Bartô (Novo) destaca que a medida tem o objetivo de acabar com a finalidade arrecadatória da fiscalização. 

“A ideia de fazer esse projeto surgiu porque todos nós, cidadãos, nos sentimos surrupiados por esses radares. Todo mundo fica revoltado porque eles não põem os radares nos lugares mais perigosos, eles põem nos lugares onde, normalmente, os motoristas correm mais, porque é mais tranquilo, justamente para fazer a indústria da multa girar”, critica.

Bartô tem expectativa de que a medida seja aprovada nos próximos dias. Uma enquete foi feita na ALMG para avaliar o projeto. De acordo com o parlamentar, 70% dos deputados foram favoráveis à extinção dos radares móveis. 

“Os 30% que são contra eles acham que assim previnem mais morte, só que a lei federal mesmo diz que é para educar o povo. Quando você tira os radares móveis, você começa a dar mais ênfase aos radares fixos. E aí eles vão ser mais estudados para serem colocados nos pontos onde há mais taxa de mortalidade. Aí sim vamos prevenir os acidentes e não utilizar os radares como força de arrecadação”, completa. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link