Auto Truck CPM Interno

Notícias

O que interessa à população é emprego, inflação, renda e juros, diz ministro da Fazenda

Por Agência Estado, 22/01/2018 às 07:20

Texto:

Apontado como possível candidato à Presidência, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que quatro fatores relacionados à economia serão preponderantes para a decisão do eleitor em 2018: emprego, inflação, renda e juros. "O resultado disso é o que vai contar mais (para eleição)", afirmou o ministro, que enumerou bons resultados obtidos pelo governo Michel Temer nessas quatro áreas durante sua gestão à frente da economia.

Meirelles ressaltou que ainda não decidiu se vai ou não concorrer ao cargo de presidente e reafirmou que tomará a decisão entre o fim de março e o início de abril, prazo máximo para a desincompatibilização de futuros candidatos que hoje ocupam cargos na administração pública.

O ministro reconheceu, porém, que há uma defasagem entre a melhora da economia e a percepção da população, o que chamou de "índice de bem-estar". Segundo Meirelles, esse índice já começou a subir, embora devagar. "À medida que economia continue melhorando, o índice de bem-estar vai melhorar mais", afirmou, em entrevista ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, gravada na quinta-feira, 18, e exibida no início da madrugada desta segunda-feira, 22.

O ministro reconheceu não haver uma medida objetiva de bem-estar mas explicou que é possível saber sua dinâmica pela percepção da população sobre uma série de fatores, como a inflação. Hoje, disse o ministro, as pessoas continuam achando que os produtos estão ficando mais caros, mas para ele é uma questão de tempo para a população perceber a inflação baixa.

Caso seja candidato, o ministro reafirmou que acredita na criação de empregos como a melhor política social. "Tenho dito que política social é importante, todas as medidas específicas são importantes, mas a melhor política social é o emprego. Não há política social que resolva ou compense desemprego muito alto", afirmou.

Apesar das resistências à aprovação da reforma da Previdência, Meirelles garantiu que está totalmente engajado na proposta e que é "coerente" que ele apoie um projeto reformista de governo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link