Notícias

Mortes e casos suspeitos de febre maculosa são registrados na grande BH

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 03/06/2019 às 11:24
atualizado em: 14/06/2019 às 10:28

Texto:

Foto: Agência EBC
Agência EBC

A febre maculosa volta a assustar moradores da grande BH. Dois casos de morte pela doença foram confirmados e dois estão sendo investigados, os casos são referentes a membros da mesma família, moradores do bairro nacional, em Contagem, na Região Metropolitana. A prefeitura da Contagem informou que está realizando ações de controle e prevenção do carrapato na região e a população está recebendo orientações. 

A doença 

Segundo Cláudio Mafra, médico-veterinário e professor da Universidade Federal de Viçosa, a febre maculosa brasileira é causada por uma bactéria que é transmitida pelo carrapato-estrela. A picada do carrapato infectado pela bactéria pode causar a doença.

“É importante ficar claro que a bactéria é do carrapato. Os animais vertebrados, como cachorro, cavalo, capivara, gambá e outros roedores, são fontes de alimento para o carrapato. Os animais podem ser contaminados por um carrapato infectado e passar a doença para outros carrapatos sem a bactéria”, explica Cláudio, especialista há mais de 30 anos no carrapato causador da febre maculosa.

“Muitas pessoas acham que exterminando as capivaras, os cachorros ou cavalos o problema da febre maculosa vai ser resolvido. Mas o problema é o carrapato-estrela que está no ambiente. Os carrapatos são muito resistentes, sobrevivem ao fogo, ao sol e podem ficar sem se alimentar por até dois anos”, detalha.

Sintomas e tratamento

Os sintomas da Febre Maculosa são dor de cabeça e nas articulações, febre, prostração, hemorragias e lesão no local em que o carrapato ficou aderido. O tratamento precoce é de extrema importância para evitar o agravamento da doença.  Autoridades de saúde devem ficar atentas ao diagnóstico, devido à confusão entre os sintomas, parecidos com os de outras doenças como, por exemplo, dengue hemorrágica. 

A febre maculosa é uma das poucas doenças no mundo, em que o tratamento começa antes da certeza do diagnóstico. “Em caso de suspeita da doença, é coletado material da pessoa para análise em laboratório que demora de 15 a 30 dias”.

Por isso, com a suspeita da doença, o tratamento já é iniciado. Se o diagnóstico for feito tardiamente e o tratamento não for adequado, a taxa de mortalidade pode chegar a 80%. O diagnóstico e o tratamento adequados já proporcionam 100% de cura. “Por isso, a sociedade médica deve ficar atenta”, detalha o médico-veterinário. 

Prevenção

- Evitar áreas com infestação de carrapatos e com histórico ou surto de febre maculosa.

- Verificar se não há presença de carrapato no corpo após visitar áreas infestadas. Quanto mais rápido uma pessoa retirar os carrapatos de seu corpo, menor será o risco de contrair a doença.

- Nos casos de contato com áreas com presença de carrapatos, recomenda-se o uso de mangas longas, botas e calça comprida com a parte inferior colocada para dentro das meias.

- Dar preferência para roupas de cor clara, para facilitar a visualização dos carrapatos. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️Clubes decidem acabar com Primeira Liga e propõem criação de associação de clubes: https://t.co/myhrUBF1QH https://t.co/T1qsMPiZAF

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Estiveram presentes na reunião 14 clubes, sendo que dois não são filiados à Primeira Liga: Corinthians e Vila Nova-GO. Não enviaram representantes: Cruzeiro, Flamengo, Figuei...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    No vídeo postado pelo próprio prefeito no Twitter, no último sábado (22), dona Rita diz: “Ele que devia ser o presidente da República, para mim ele tem só o defeito de gostar ...

    Acessar Link