Notícias

Moradores pedem retirada de Vale de Brumadinho: ‘Não há dinheiro que pague uma vida'

Por Redação, 05/02/2019 às 10:04
atualizado em: 05/02/2019 às 10:17

Texto:

O clima de insatisfação com a mineradora Vale é grande após o rompimento da barragem em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Já são 134 mortos e 199 permanecem desaparecidos. As vítimas são funcionários da própria empresa e moradores de comunidades ao redor da Mina do Feijão. 

Desde a última quinta-feira (31), a Vale abriu cadastro para uma doação de R$ 100 mil para vítimas da tragédia, que ainda poderão receber diversas indenizações. No entanto, com tamanha dor e angústia, “não há dinheiro que pague uma vida”, diz Aparecida Paixão Henriques, que perdeu o irmão e o filho na tragédia. Ambos trabalhavam na mineradora. “A gente custa acreditar, tem horas que parece ser mentira. A ficha ainda não caiu. Brumadinho está triste.”

O defensor público da União, Guilherme Machado Matar, destaca que a falta de resposta para requerimentos da sociedade fortalece o clima de insatisfação. “As famílias das comunidades querem uma resposta. Foram apresentados vários requerimentos. Alguns deferidos, mas muitos não tiveram nem resposta. Isso traz muito aflito para comunidade. É possível já ouvir algumas vozes dizendo que não aceitam mais o posto da Vale naquele local”. 

Ele esclarece ainda que os pedidos vão além de indenizações. “Apareceu muito a questão envolvendo pensão por morte, rescisão trabalhista e declaração de ausência para recebimento de resíduos da vítima. O trabalho da Defensoria Pública está sendo a identificação da modalidade de dano”, explica.  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link