System.Collections.Generic.List`1[Site.ViewModels.BannerTopoViewModel]

Notícias

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, firma nesta terça-feira, com a Associação Brasileira de Indústrias de Alimentação (Abia), o quarto pacto para a redução de sódio nos alimentos industrializados.

Menos sódio

Por Editoria de Web , 05/11/2013 às 17:52
atualizado em: 10/08/2016 às 04:57

Texto:

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, firma nesta terça-feira, com a Associação Brasileira de Indústrias de Alimentação (Abia), o quarto pacto para a redução de sódio nos alimentos industrializados. Essa é uma forma de o governo diminuir o alto índice de consumo de sal no país, um dos fatores de risco para doenças crônicas como hipertensão e doenças cardíacas. A previsão é que novos alimentos sejam acrescentados aos três acordos firmados anteriormente.

Em 2011, o Ministério da Saúde assinou o primeiro acordo com a Abia para reduzir o teor de sódio em 16 categorias de alimentos processados, como massas instantâneas, pães e bisnagas, nos próximos quatro anos. Em 2012, o termo de compromisso incluiu a redução de sódio em temperos, caldos, cereais matinais e margarinas vegetais.

Segundo a pasta, a recomendação de consumo máximo diário de sal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é menos de cinco gramas por pessoa. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o consumo do brasileiro está em 12 gramas diários. Pesquisa feita com mais de 54 mil brasileiros em 2011 mostrou que a hipertensão arterial atingia 22,7% da população adulta.

O ministro também vai apresentar hoje dados inéditos da pesquisa Vigitel 2012 - Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico - sobre a hipertensão arterial no país.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Raquel Dodge não quer mais receber auxílio-moradia; benefício é de R$ 4,3 mil mensais: https://t.co/rxjlnVj3XA https://t.co/sP9N1KY2fg

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Há dificuldades, mas dificuldades são herdadas e estamos combatendo', diz Temer: https://t.co/UbBz8jeswI https://t.co/mFFGmvZQJF

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Benefício de R$ 4,3 mensais é pago a mais de 17 mil magistrados e quase 13 mil procuradores do Ministério Público Federal.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Maia estaria receoso de os deputados aprovarem a criação de um fundo público para bancar as campanhas enquanto o Senado discute uma PEC para ressuscitar o financiamento privado.

    Acessar Link