350 Dias para Copa

Notícias

Mercado reduz projeção da inflação de 4,19% para 4,15% neste ano

Por Agência Brasil , 20/03/2017 às 09:57
atualizado em: 20/03/2017 às 11:25

Texto:

O mercado financeiro reduziu, pela segunda vez consecutiva, a projeção para a inflação este ano. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 4,19% para 4,15%, de acordo com o boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas, pelo Banco Central (BC), e divulgada às segundas-feiras.

A estimativa para a inflação este ano está abaixo do centro da meta, que é 4,5%. A meta tem ainda limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2018, a projeção não foi alterada – continua em 4,5%.

A estimativa de instituições financeiras para o crescimento da economia (Produto Interno Bruto – PIB – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país) este ano foi mantida em 0,48%. Para o próximo ano, passou de 2,4% para 2,5%.

Para o mercado financeiro, a taxa Selic encerrará 2017 em 9% ao ano. Para o final de 2018, a expectativa caiu de 8,75% para 8,50% ao ano. Atualmente, a Selic está em 12,25% ao ano. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e a inflação.

Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Alisson, Thiago Neves e Ariel Cabral receberam pancadas ontem e serão reavaliados. Mas não devem ser problema pro clássico contra o Atlético

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Daqui a pouco, diretor de futebol do @americamg confirma na Itatiaia, a saída de Gustavo Blanco. (Por… https://t.co/Q8bmkoXZbD

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Pela portaria assinada pelo ministro José Sarney Filho, será preciso aprovar um determinado número de licenças para que as metas de gratificação sejam atingidas.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Se quando eu sair não arrumar emprego, porque se meu filho pedir um prato de comida, infelizmente, vou ter que roubar, matar e fazer o que for necessário", avisa.

    Acessar Link