Notícias

Médico do Cruzeiro detalha situação de lateral Orejuela e projeta volta após a Copa América 

Por Redação, 21/05/2019 às 12:42
atualizado em: 22/05/2019 às 18:58

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Vinicius Silva/ Cruzeiro EC
Vinicius Silva/ Cruzeiro EC

Dos males, o menor. Assim pode ser definida a situação do lateral-direito Orejuela, que teve uma lesão no menisco do joelho esquerdo na partida contra o Fluminense, no último sábado (18). Em entrevista exclusiva nesta terça-feira ao repórter Samuel Venâncio, da Itatiaia, o médico do Cruzeiro, Sérgio Campolina, disse que o atleta pode voltar após a parada para a Copa América. 

“Hoje eu o reavaliei e ele estava melhor. Ainda com o joelho bem dolorido, mas não estava inchado e deu para perceber que a estrutura ligamentar estava preservada. Ou seja, não havia lesão de ligamento. Ele foi encaminhado para o estudo de ressonância magnética, onde se confirmou o diagnostico de lesão de menisco”, explica. 

O Cruzeiro aguarda agora a liberação do Ajax-HOL, clube detentor dos direitos econômicos do jogador, para realizar a cirurgia. O tempo de recuperação médio para esse tipo de lesão é de oito a dez semanas. Porém, pode ser ainda menor. 

“O Orejuela é um atleta que nos surpreendeu recentemente na lesão muscular que ele teve e eu tenho esperança que isso ocorra também na lesão do joelho. Ele quer voltar logo a jogar, sabe da importância dele para a equipe e está envolvido com o processo [de recuperação]”, completa.

Apesar de delicado, a recuperação deste tipo de lesão é mais rápida do que outros problemas no joelho, como o rompimento de ligamento cruzado, que o afastaria do gramado pelo restante do ano.

Leia também: Com lesão no menisco do joelho esquerdo, Orejuela passará por cirurgia e desfalca Cruzeiro

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link