PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Liberado pelo Cruzeiro, meia-atacante Rafinha acerta volta ao Coritiba após seis anos

Por Agência Estado, 15/05/2019 às 14:49
atualizado em: 15/05/2019 às 15:06

Texto:

Foto: Igor Sales/Cruzeiro
Igor Sales/Cruzeiro

Depois de seis anos, o meia-atacante Rafinha está de volta ao Coritiba. Um dia rescindir amigavelmente o contrato com o Cruzeiro, com quem tinha compromisso até o fim da temporada, o jogador foi anunciado de forma oficial pelo clube paranaense. Em nota divulgada em suas redes sociais, o clube alviverde informou que o atleta chegará nesta sexta a Curitiba para passar por exames médicos e assinar o vínculo.

A previsão é de que Rafinha faça um acordo para até o final de 2021. A vontade do jogador e um plano de marketing para usar a imagem dele ajudaram na concretização do negócio.

Com 35 anos, Rafinha volta ao Coritiba após seis temporadas. No clube, o jogador foi importante da campanha de retorno à Série A do Campeonato Brasileiro em 2010, além de ter participado da campanha da Copa do Brasil do ano seguinte, quando o Coritiba foi vice-campeão – perdeu a final para o Vasco.

Nesse período, o jogador fez 176 jogos, conseguiu 107 vitórias, 34 empates e 35 derrotas e marcou 41 gols. Rafinha estava presente, inclusive, no período em que o Coritiba entrou para o livro dos recordes com a sequência de 24 vitórias.

Rafinha estava no Cruzeiro desde 2016 e foi bicampeão da Copa do Brasil, em 2017 e 2018, e bicampeão do Campeonato Mineiro em 2018 e 2019. Ele não era titular, mas sempre foi considerado um jogador importante.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Para presidente de associação, "uma marca ou patente não pode ser registrada à luz de princípios morais".

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O rapaz chegou a ser preso em flagrante um dia após o acidente, foi beneficiado com alvará de soltura em 8 de janeiro do ano seguinte e aguardou o julgamento em liberdade.

    Acessar Link