Notícias

Léo cita situação inédita na carreira com imbróglio envolvendo Deportivo Lara

Por Redação, 13/03/2019 às 19:41
atualizado em: 13/03/2019 às 19:56

Texto:

Foto: Vinnícius Silva/Cruzeiro E.C.
Vinnícius Silva/Cruzeiro E.C.

Com larga experiência no futebol, o zagueiro Léo vive uma situação inédita na carreira com o adiamento da partida do Cruzeiro contra o Deportivo Lara-VEN, pela segunda rodada do Grupo B da Copa Libertadores. Desde a última segunda-feira (11), os visitantes tentam, sem sucesso, deixar a Venezuela por conta da grave crise política pela qual atravessa o país vizinho, que está sem energia elétrica há quase uma semana.

O duelo, inicialmente marcado para esta quarta-feira, às 19h15, no Mineirão, foi adiado para quinta. No entanto, diante do insucesso do Deportivo Lara de deixar a Venezuela o jogo sofreu novo adiamento devendo ser remarcado para o dia 27 de março.

Em entrevista nesta quarta-feira, antes de saber que a partida não aconteceria também nesta quinta, Léo admitiu que a situação é incômoda. “Em 14 anos como profissional, nunca havia passado por isso de remarcar partida. Mas não muda a preparação. Vamos repetir algumas partes, analisar o adversário, nos preparar para algumas coisas que podem acontecer. Estamos sem definição sobre o jogo e a gente acompanha tudo", declarou.

"As indefinições são um pouco chatas, mas nossa cabeça está voltada para os jogos”, completou o defensor.

Com o adiamento, o elenco do Cruzeiro foi à Toca da Raposa II nesta quarta e trabalhou normalmente. As atividades prosseguirão nesta quinta e sexta, agora visando ao duelo contra o Tupi, que tinha sido remarcado para o domingo, mas deve voltar para o sábado, às 16h, em Juiz de Fora, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link