PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Jovem vítima de tentativa de feminicídio faz apelo por cadeira de rodas para voltar a estudar  

Por Redação, 10/10/2019 às 08:55
atualizado em: 10/10/2019 às 09:09

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Divulgação/ Youtube
Divulgação/  Youtube

11 de dezembro de 2014. Uma data que marcou a vida de Rafaela Rossati Rios e que deixa consequências. À época com 17 anos, ela foi vítima de uma tentativa de feminicídio. A jovem foi baleada pelo ex-namorado, Thiago da Fonseca Starling, que, por ciúmes, atirou contra a cabeça dela. A bala passou pelo queixo e atingiu a medula. 

Além de deixá-la internada por seis meses no Hospital Pronto Socorro João XXIII, o atentado deixou Rafaela paraplégica, sem nenhum movimento da cintura para baixo, conseguindo movimentar os braços, porém não os dedos. 

Thiago foi condenado a 16 anos de prisão. Recorreu e teve a pena reduzida para 12 anos. Ele está detido no sistema carcerário. 

Para tentar garantir algum conforto, a família da Rafaela, que hoje tem 22 anos, criou uma vaquinha virtual para adquirir uma cadeira de rodas elétricas. Clique aqui para ajudar. Pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a espera pelo item pode chegar a dois anos.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, Rafaela diz que com a cadeira espera retomar os estudos. “Para isso eu preciso da cadeira elétrica. Eu quero fazer faculdade de psicologia.”

A mãe de Rafaela, Luciana Rossati, faz o apelo: “Qualquer valor, quem não puder ajudar com dinheiro que possa compartilhar nas suas redes sociais para ver se conseguimos arrecadar nosso objetivo, que é de R$ 10 mil”. 

De acordo com Luciana, por ter dificuldade para respirar, a jovem também vai precisar de um aparelho para dormir à noite. Ela diz que já entrou na Justiça para conseguir o acessório, que custa R$ 17 mil. 

A tragédia

Rafaela relembra o dia da tragédia que assombra sua vida até hoje. “A gente chegou a discutir, por besteira, e ele saiu. No outro dia, quando eu acordei, ele estava do meu lado com uma arma.”

Neste momento, Thiago fez perguntas sobre uma suposta infidelidade dela. “Ele perguntou se eu já havia traído ele e disse que se eu não falasse a verdade ele ia atirar em mim. Eu disse que falava a verdade.” 

Foi quando ele apontou a arma para ela. “Ele apertou duas vezes, e não saiu nada. Numa terceira vez, saiu a bala. Na hora eu fiquei consciente. Perdi os movimentos, mas fiquei consciente.”

Conforme Rafaela, o pai de Thiago chegou na casa e repreendeu o filho. “Ele disse que me levaria para o hospital. Chegando no hospital, ele disse que eu tinha sido assaltada. Eu não conseguia falar nada.”

Uma vizinha, que conhece a família há muito tempo, escutou o barulho dos disparos e, ao sair de casa, via a jovem ensanguentada. Apenas depois de dar entrada no hospital que a jovem conseguiu dizer que o então namorado foi o responsável pela tentativa de assassinato.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link