Eleições 2018 - Internas

Notícias

Homem é preso por roubar loja no Centro de BH: ‘Tava precisando de dinheiro’

Por Redação, 03/01/2018 às 17:31

Texto:

Ana Cecília Carneiro/Itatiaia

A Polícia Civil apresentou na tarde desta quarta-feira Emerson Júnior Modesto Duarte, de 19 anos, autor confesso de um assalto a uma distribuidora de alimentos no Centro de Belo Horizonte. O crime também teve a participação de dois adolescentes de 16 anos e de Douglas Santos Brito, de 34, assassinado no momento da partilha dos R$ 20 mil roubados.

O assalto foi cometido em outubro do ano passado. Segundo o delegado Rodrigo Damiano, Douglas vendia balas em ônibus e semáforos e era cliente da loja, que fica no Edifício Central, ao lado da Praça da Estação. Ao saber que havia um alto valor no local, o homem convidou os três comparsas para o roubo.

Dois dos criminosos pularam o balcão do estabelecimento, e, com uma réplica de arma de fogo e uma faca, ameaçaram os funcionários. Os trabalhadores foram mantidos reféns no escritório da empresa, no segundo andar, enquanto o roubo era consumado. Foram levados dinheiro do caixa da loja e do escritório, montante separado para pagar os empregados e fornecedores.

A divisão do valor entre os criminosos gerou discussão. Os três executores disseram que haviam conseguido R$ 13 mil, mas Douglas, o mentor, que frequentava o estabelecimento, ouviu dizer que o valor real seria R$ 20 mil. “Então o Douglas começou a cobrar esse restante em dinheiro, e como os menores já haviam consumido com o produto do roubo, acabaram por assassiná-lo”, afirma o delegado.

Prisão

De acordo com o delegado Rodrigo Damiano, no momento do roubo houve a suspeição com relação a Douglas, pois ele teria demonstrado um comportamento diferente. A polícia passou a fazer um levantamento da vida dele e de seus possíveis parceiros. “Fizemos essas análises de vínculo e conseguimos chegar a esses três autores.”

Todos os suspeito são de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e têm passagens pela polícia por crimes violentos, segundo o delegado. Emerson foi preso em casa, enquanto os menores foram conduzidos coercitivamente – quando o investigado é levado para depor.

“Diante das provas robustas que a gente conseguiu recolher no inquérito, inclusive com as imagens do delito, todos os três acabaram assumindo o crime. Nenhum deles assume o assassinato do Douglas”, relata Damiano. “São pessoas frias, não demonstram arrependimento”, completa.

Suspeito

Emerson admite ter cometido o assalto, mas não quis detalhar como ocorreu o crime e negou participação no homicídio. “Tava precisando de dinheiro”, argumentou, com uma fala preguiçosa. O delegado diz que o dinheiro do roubo foi gasto pelo grupo com roupa, tênis e festas. Emerson, porém, alega que foi “para comprar uns mantimentos para mim”. Sem responder a diversas perguntas, decretou o fim da entrevista: “Tá encerrado aí, tá encerrado”, sem mais se pronunciar.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️Torcedores do Atlético marcam novo protesto pedindo saída do diretor Alexandre Gallo: https://t.co/EAFKFI1JYK https://t.co/1kBAuwFzfv

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Será a terceira manifestação de atleticanos em menos de duas semanas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    As declarações são "absolutamente irresponsáveis" e defendeu que a PGR abra uma investigação contra o parlamentar por crime tipificado na lei de segurança nacional.

    Acessar Link