ALMG - SOU MINAS DEMAIS

Notícias

Moradores reclamam da falta de planejamento da Copasa e contam que passaram a acordar de madrugada (horário que água chega) para fazer as tarefas domésticas e armazenar água para o restante do dia.

Ouça

Por Editoria de web, 10/08/2016 às 01:19

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

A constante falta de água em bairros de Belo Horizonte e da Região Metropolitana leva a população a desconfiar que existe racionamento na capital. Na região Norte de BH, moradores reclamam da falta de planejamento da Copasa e contam que passaram a acordar de madrugada (horário que água chega) para fazer as tarefas domésticas e armazenar água para o restante do dia.

“Todo dia falta água, que só chega na madrugada. A gente tem que acordar para poder armazenar água e poder usar no outro dia. Se a Copasa não tem planejamento, não pode empurrar racionamento na gente na marra. Tem de ser feito de acordo, não de qualquer maneira”, relatou o
Anderson Antônio, morador do Bairro Jaqueline.

Além da Região Norte, a reportagem da Itatiaia também passou pelos bairros Santa Cruz, Cachoeirinha e Floresta e constatou que as reclamações são as mesmas: ou não tem água ou ela chega sem pressão e com excesso de cloro. A situação também é comum em alguns bairros de Vespasiano, na Grande BH.

Em nota, a Copasa nega o desabastecimento, mas admite que houve uma redução do fornecimento de água devido a vândalos que furtaram cabos de alta tensão na área externa do sistema de produção de água, na semana passada.


Ouça a matéria completa com Aline Neves

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️Réver exalta empenho no Horto e diz que Atlético ‘pagou preço muito alto pelo 1º jogo’ - https://t.co/MUZaT0UUm7 https://t.co/4VJdqGqoOq

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Zagueiro também comentou a atitude dos torcedores atleticanos, que reconheceram o empenho dos jogadores em campo e aplaudiram o time após o apito final

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Homem de 34 anos chegou a ser atendido ainda no estádio pela equipe médica e foi socorrido para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, mas não resistiu e faleceu.

    Acessar Link