Notícias

Ex-Atlético, Robinho assina por um ano e meio com Sivasspor e celebra chegada à Turquia

Por Agência Estado, 23/01/2018 às 16:19

Texto:

Reprodução/Twitter @SivassporKulubu

O atacante Robinho foi oficializado nesta terça-feira como novo reforço do Sivasspor, clube da primeira divisão turca. O veterano de 33 anos assinou contrato até o meio de 2019 com a nova equipe e recebeu a camisa de número 70 das mãos da diretoria, antes de comemorar a chegada ao país.

"O Sivasspor é um bom clube e a torcida também é muito legal. Eu já conhecia o Campeonato Turco, muitos jogadores brasileiros jogaram aqui. Agora, o Robinho está no Campeonato Turco", declarou o jogador, que revelou ter obtido informações do país com Cicinho e Roberto Carlos, com quem atuou no Real Madrid.

Robinho vinha de duas temporadas atuando pelo Atlético, mas deixou o clube ao fim de seu contrato, em dezembro. Além das más atuações recentes, pesou contra o jogador a condenação a nove anos de prisão na Itália, por um caso de violência sexual contra uma garota albanesa ocorrido em 2013, quando ainda defendia o Milan.

Sem acordo para renovar com o Atlético, Robinho foi novamente especulado no Santos, mas as negociações não andaram. O jogador também foi procurado pelo São Paulo, que admitiu as conversas, mas também não houve acordo.

Desta forma, Robinho aceitou a proposta para defender o oitavo colocado do Campeonato Turco, com 27 pontos em 18 jogos disputados. Ele será colega de outro brasileiro, o zagueiro Auremir, que teve breve passagem pelo Vasco em 2012. O Sivasspor ainda conta em seu elenco com o atacante Arouna Koné, de 34 anos que já atuou no Sevilla e no Everton.

O clube turco será o sétimo da carreira de Robinho. Formado nas divisões de base do Santos, para onde voltou em outras duas oportunidades, o atacante também já vestiu as camisas de Real Madrid, Manchester City, Milan, Guangzhou Evergrande e Atlético.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link