Notícias

Por causa do ato, não houve aula para o primeiro turno.

Belo Horizonte

Por Rádio Itatiaia, 06/08/2016 às 02:33

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

“Os professores estão inseguros, amedrontados”, afirma uma educadora, que participou da manifestação realizada por profissionais da área e por alunos do Instituto de Educação, na manhã desta segunda-feira, em Belo Horizonte. Por causa do ato, em frente ao colégio, entre as avenidas Afonso Pena e Carandaí, não houve aula para o primeiro turno.

A reunião entre lecionadores e estudantes do tradicional colégio da Região Centro-Sul da capital mineira tem como objetivo chamar a atenção para a violência sofrida pelos professores na sala de aula. A vítima mais recente no Instituto foi Rosane dos Santos, 46, que, segundo os manifestantes, fraturou o fêmur após ser empurrada por um aluno e cair, quando tentava proibir uma brincadeira durante a aula.

Participou do ato uma professora que está em ajustamento funcional devido a problemas emocionais decorrentes do trabalho. Ela lembra de outro caso de violência sofrida por uma colega de profissão. “Semana passada teve um professor que fraturou o dedo por causa de indisciplina de aluno”, conta. “Não podemos mais permitir que isso aconteça”, protesta.

“Sabemos também de alunos que vêm armados para o turno da noite. Então, os professores estão com insegurança, estão amedrontados com esse tipo de violência, que estão acontecendo na escola”, relata a educadora.

Outros dois protestos de professores e alunos do Instituto de Educação estão marcados para a tarde e a noite desta segunda-feira.

Apoio de estudantes

A manifestação é o segundo em menos de uma semana, diz a aluna Isabela de Moura. “A gente já não teve aula na quarta-feira porque nós, estudantes, fizemos um ato para a melhoria das condições físicas da escola. Dessa vez, fizemos o ato com o apoio dos professores. É algo que realmente tem que mudar e nós vamos lutar por isso, porque é a nossa escola”, declarou.

Confira a reportagem de Oswaldo Diniz

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Há cada 46 minutos uma pessoa tenta suicídio no Brasil', diz Ministério da Saúde https://t.co/8Jwm50uM0u https://t.co/3UdhdajuAq

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O Centro de Valorização da Vida (CVV) abriu nesta segunda-feira a campanha anual de prevenção ao suicídio.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A negociação, disse Palocci, envolveu a atuação de Lula junto ao governo federal para evitar que a presidente Dilma Rousseff vetasse a emenda da MP 627 que previa a manutenção...

    Acessar Link