Notícias

Em 1ª votação, Parlamento britânico proíbe Brexit de sair da União Européia sem acordo

Por ANSA, 04/09/2019 às 14:33
atualizado em: 04/09/2019 às 14:48

Texto:

Em um novo capítulo da crise política provocada pelo Brexit, o Parlamento britânico aprovou nesta quarta-feira um projeto que proíbe o Reino Unido de sair da União Europeia (UE) sem acordo.

A medida foi aprovada na Câmara dos Comuns com 329 votos favoráveis e 300 contrários e confirma a derrota sofrida nessa terça-feira (3) pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que prometera realizar o divórcio em 31 de outubro, com ou sem acordo com Bruxelas. A nova decisão, no entanto, pode dar abertura para esta data ser adiada para 2020, aumentando ainda mais as incertezas políticas no país.

 No texto aprovado fica estabelecido que o Reino Unido terá até o dia 19 de outubro para finalizar o acordo com a União Europeia e aprová-lo no Parlamento. Caso contrário, o premier deverá solicitar um adiamento do Brexit para até 31 de janeiro. Entretanto, o projeto precisa ser sancionado para tornar-se lei.

Para isso acontecer, algumas emendas do documento ainda devem ser votadas para depois passar pelo Câmara dos Lordes, espécie de Senado, e ser confirmado pela rainha Elizabeth II. A expectativa é de que o texto seja analisado já nesta quinta-feira (5) para o trâmite ser finalizado até o próximo dia 9, data em que o Parlamento entra em recesso, de acordo com a determinação de Johnson. O premier, por sua vez, se recusa a aceitar qualquer derrota e afirmou que se o projeto virar lei pretende convocar novas eleições para o próximo dia 15 de outubro.

Nessa terça (3), os parlamentares aprovaram uma moção para assumir o controle da pauta da Câmara dos Comuns e, desta forma, conseguir votar este projeto para barrar o "Brexit hard".
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link