Unimed - Hospital Betim - Internas

Notícias

Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson 

Por Jacqueline Moura/ Itatiaia, 11/04/2019 às 12:48
atualizado em: 11/04/2019 às 12:50

Texto:

Foto: Agência EBC
Agência EBC

É lembrado nesta quinta-feira o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson. A data tem como objetivo discutir a conscientização da doença, principalmente, em relação ao tratamento. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse distúrbio, típico da terceira idade, é a segunda doença neurodegenerativa mais prevalente no mundo, afetando cerca de 6,3 milhões de pessoas. 

Mas o que pode causar o Parkinson? A doença é causada pela queda elevada e crônica da produção de dopamina, neurotransmissor que atua nas células nervosas. A substância é fundamental para que os movimentos voluntários do corpo sejam realizados de forma autônoma. Ainda não existem causas definidas que levam à doença de Parkinson, mas o envelhecimento e fatores genéticos são apontados como principais possibilidades de causas. 

“Por ser uma doença degenerativa, acomete, principalmente, pessoas acima de 60 anos. Os homens são mais afetados que as mulheres, mas a doença pode sim acontecer em pessoas mais jovens, abaixo dos 40 anos, mas isso é muito raro”, explica a neurologista Rosa Maria Peixoto Guimarães.

Os sintomas de Parkinson são alterações motoras, como tremor de repouso e lentidão, maior esforço para mover braços e pernas e dificuldade em andar. Outros sintomas não motores são distúrbios do sono, dor nas articulações ou costas, constipação, perda do olfato, depressão, ansiedade e problemas urinários, entre outros. 

Geralmente os sintomas não motores aparecem anos antes dos primeiros sintomas motores. “O diagnóstico da doença é clínico, a gente avalia quatro sinais. Tremor, a lentidão dos movimentos, rigidez nos músculos e alteração do reflexo postural”, detalha a neurologista.

A especialista ressalta que o tratamento é basicamente clínico. São realizadas tentativas de reposição da dopamina por meio do uso de medicamentos. Fisioterapia, terapia ocupacional e qualquer tipo de atividade física também podem ajudar no tratamento. Alimentação baseada em dieta saudável e boas horas de sono são essenciais para o sucesso do tratamento. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Após quase quatro horas de reunião com ministro, caminhoneiros descartam greve: https://t.co/mtdeuEaw9X https://t.co/5ooUqtD4nT

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Categoria ouviu a promessa de que o governo vai fiscalizar o cumprimento da tabela de preços mínimos para o frete rodoviário

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Em entrevista exclusiva à Itatiaia, Adriano Aro disse que não houve um único motivo para o desligamento de Giuliano Bozzano da chefia de arbitragem: “Foi uma soma de fatores”

    Acessar Link