Notícias

Detento condenado a 82 anos de prisão diz que Deus mudou a vida dele: 'Matei o bandido que tinha em mim'

Por Renato Rios Neto , 25/08/2017 às 16:45
atualizado em: 31/08/2017 às 15:30

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Renato Rios Neto/Itatiaia

Dinheiro fácil, ambição, ilusões. Muitos pararam na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, se deixando levar pelas promessas de uma vida com muito dinheiro, adrenalina e sensação de poder.

Ouça aqui a reportagem de Renato Rios Neto

Depois que o juiz bate o martelo, que a sentença é pronunciada e que se põe a roupa vermelha da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), a ilusão se torna outra realidade.

Interessante notar que entrevistamos dezenas de presos e nenhum, simplesmente nenhum, jurou inocência. Pessoas que escolheram caminhos errados e aprenderam que para tudo há consequência.

Com passagens por sequestro, assalto à mão armada e tráfico de drogas, Geraldo Benedito da Silva foi condenado a 82 anos de prisão. “Eu era considerado um caso perdido até para a minha família. Não tinha mais esperança de nada. Não tinha perspectiva de vida. Era chutar o balde mesmo. Morrer ou matar.”

Ele conta que iniciou a vida no crime devido às más companhias. “Um dia eu fui dar fuga para um assalto a banco com esses caras e comecei a conhecer dinheiro. Nunca tive pegado em tanto dinheiro na minha vida. De uma ‘vezada’ só já vieram R$ 18 mil nas minhas mãos. Em 1992, 1993 era muito dinheiro”, diz.

A grana no bolso empolgou Geraldo. “Passado uns dias, eu comecei a meter uns revólveres e roubar. Em 2003 vim para a Nelson Hungria e aqui dentro comecei a me envolver no tráfico. Fiquei no tráfico até 2013, quando foi meu último processo, mesmo tendo parado com o crime – fiquei dois anos na rua sem cometer nenhum crime”, explica.

Foi quando ocorreu a mudança na vida do detento. “Comecei a acreditar em Deus, Deus começou a acreditar em mim e começou a mexer na minha situação. Minha ‘cadeia’, que era de 80 anos, caiu para 37, e justamente agora estou próximo de ir embora, porque Deus fez o impossível na minha vida. Isso fez eu enxergar que realmente existe um Deus capaz de recuperar o homem. Não existe meio de ressocializar se não for por Deus”, acredita.

A reviravolta, porém, foi difícil, reconhece o detento. “Porque a mudança é uma porta que se abre por dentro. Ainda existia um bandido dentro de mim, um monstro que roubava, matava, destruía. Eu consegui matar o bandido que morava dentro de mim. A partir desse momento que eu consegui cometer esse último assassinato, que foi matar o bandido que tinha dentro de mim, venci tudo, tudo. Não participo nem de conversa fiada dentro da cadeia.”

Nesses dias na Nelson Hungria conversamos com muitos agentes penitenciários, aqueles que estão na linha de frente, no convívio diário com os condenados pelos mais diversos crimes. Um deles, que não quis ser identificado, é pessimista quanto à recuperação dos presos.

“É questão de sair e retornar para a unidade de novo. E muitos chegam perto da gente e falam que é, até mesmo, questão de sobrevivência lá fora. Como já estão envolvidos no tráfico, aqui dentro é um meio de resguardar a vida deles. Foram poucas as vezes que eu vi um preso sair daqui e falar que teve alguma melhora”, destaca.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Acorde de bem com a vida com @eniolimamarcou no Tiro de Meta. Sua agenda esportiva de todas as manhãs. ⚽️📻⏰ https://t.co/2FhLTeKI7T

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O Apito Final de hoje é com @alvarodamiao! Vem com a gente! https://t.co/ghFXNWYqsQ

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    COPA ITATIAIA ⚽️📻 Ex-jogador profissional, Odair, do Radiante, fala sobre comemoração com beijo na esposa: http://bit.ly/2AO9ZjZ A maior competição de futebol amador do Bra...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Postos podem ficar sem combustível novamente se transportadores não entrarem em acordo com governo de Minas na reunião desta terça-feira. Ouça a entrevista com o presidente d...

    Acessar Link