Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

Confronto entre membros da Máfia Azul e da Galoucura tem tiro, porrada e bomba na Vilarinho

Por Redação , 15/04/2019 às 08:36
atualizado em: 15/04/2019 às 09:02

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

O pós-clássico entre Cruzeiro e Atlético teve tiro, porrada e bomba na Avenida Vilarinho, em Venda Nova, onde membros da Galoucura e da Máfia Azul se encontraram por acaso na noite desse domingo (14). Houve correria e briga. A Polícia Militar (PM) teve que usar spray de pimenta, gás lacrimogêneo e tiros com bala de borracha para dispersar a confusão. Um torcedor foi atingido por um disparo e precisou de atendimento no Hospital Risoleta Neves. 

Ouça a reportagem com Oswaldo Diniz!

O tumulto ocorreu quando os torcedores se encontraram na rua Judith Luzia de Carvalho, o que apavorou moradores. “Foi um pesadelo, foi horrível, uma baixaria. Nossa senhora! Os caras correram atrás dos outros para pegar na porrada. Minha mãe também saiu para ver, porque a gente tem filho. Um passou machucado”, disse uma moradora. “Não vale a pena. Agora os jogadores do Atlético estão bebendo, divertindo, comendo e a torcida se matando”, completou.

Apesar de moradores terem relatado confronto, o aspirante Guilherme Furtado, do 49º Batalhão, disse que a Polícia Militar (PM) interviu antes, já que muitos militares estavam escoltando o ônibus com atleticanos.

“As viaturas da Polícia Militar estavam fazendo a escolta do ônibus com torcedores da Galoucura Zona Norte e, em certo ponto, da Vilarinho, tinha uma outra torcida do Cruzeiro concentrada. Os ânimos ficaram exaltados. Como a Polícia Militar estava na escolta com bastantes viaturas e militares já preparados para esse tipo de situação, conseguimos dispersar antes que chegassem a entrar em confronto. Foi necessário uso de munição química e de impacto controlado”, detalhou.  

A PM calcula que a confusão envolveu 50 atleticanos e 30 cruzeirenses. “Foi coincidência mesmo. Não tinha nada marcado”, garantiu o militar.

Leia também:

Atleticanos e cruzeirenses são presos em duas ocorrências na Região Leste de BH

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link