FUMEC - Processo Seletivo - Internas - 970x150

Notícias

Comerciante chamada de folgada por assaltante na Savassi pensa em largar o ramo há 17 anos

Por Redação, 12/07/2018 às 09:28
atualizado em: 12/07/2018 às 09:45

Texto:

Comerciante que teve a loja de roupas infantis assaltada, na Avenida do Contorno, Bairro Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, já fala em desistir do negócio em razão da falta de segurança no local. ‘Tem 17 anos que estou nesse ramo aí. Dói, e o cara vem te chamar de folgada e você trabalhando’, lamentou. De posse das imagens, a polícia está à procura do homem que assaltou a loja Pedacinho de Gente na noite dessa quarta-feira (11). Cinco pessoas que estavam no local foram amarradas e feitas reféns. Entre elas estava uma grávida que chegou a passar mal. Todos foram trancados no banheiro da loja.

Uma das vítimas que estava presa no banheiro do estabelecimento conseguiu acionar a PM e um forte aparato policial foi montado. Mas o bandido conseguiu fugir antes da chegada dos agentes, deixando para trás uma réplica de arma de fogo. Foram levados cerca de R$500 e outros produtos que ainda estão sendo contabilizados.

Uma das vítimas que pediu para não ter o nome divulgado revela que o suspeito já tinha entrado na loja e orçado um carrinho de bebê na semana passada. Na ocasião, ele comprou R$20 em mercadoria e estava com muito dinheiro trocado, o que levantou suspeitas da mulher. “Ele retornou falando que queria comprar, quando eu pegava o cabide ele apontou a arma anunciando que era um assalto, contou.

A loja já havia sido assaltada na última sexta-feira (6).

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Mortes em incêndios na Califórnia sobe para 63; mais de 600 estão desaparecidos: https://t.co/DfmmOfFUfA https://t.co/XmIDi03Qnd

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Eles começaram a me levar para a igreja, achando que eu ia mudar, que para ir para o céu, a gente tem que mudar a opção sexual", disse o jovem. Leia!

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    🌩️ Vizinhos confirmaram ao repórter Oswaldo Diniz que a mãe era muito religiosa. Por isso, eles acreditam que Cristina segurava um terço no momento da tragédia.

    Acessar Link