Notícias

Casos de dengue aumentam mais de 700% em Minas Gerais; saiba como evitar a doença

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 26/02/2019 às 12:36
atualizado em: 26/02/2019 às 12:38

Texto:

Foto: Agência EBC
Agência EBC

Novos dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES) mostram avanço nos casos suspeitos de Dengue em Minas Gerais. O número saltou de 4.112 no boletim divulgado no dia 21 de janeiro para 30.352 no informe epidemiológico divulgado nessa segunda-feira (25). Quatro novas mortes entram para a lista de óbitos suspeitos por Dengue. Desde o início do ano, são 11 mortes sendo investigadas em decorrência da doença no estado.

Nesta época do ano, marcada por chuvas e pelo forte calor, a reprodução do mosquito aedes aegypti é mais favorável devido ao acúmulo de água parada causado pelas chuvas e altas temperaturas. Por isso, a melhor maneira de prevenção é evitar a proliferação do mosquito.

“A principal maneira de prevenção contra todas essas doenças é combater o mosquito, lembrando que esse combate deve ser feito o ano todo, já que não temos estações do ano tão bem definidas, embora o mosquito fique mais vulnerável nos períodos de seca, como agora. Então é o momento de limpar calhas, tirar de casa os objetos que acumulam água parada pra que não tenhamos a proliferação do mosquito no período chuvoso”, destaca Carlos Starling, infectologista do Hospital da Baleia. Ainda segundo ele, pessoas que vivem em áreas com muitos insetos podem optar também pelo mosquiteiro e pelas telas nas janelas.

Outra maneira de prevenir a doença é por meio da vacinação. Na rede particular já existe uma vacina contra a dengue, que só deve ser tomada com orientação médica. Isso porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) chegou a contraindicar a vacina para pessoas que nunca tiveram a dengue, devido ao aparecimento dos sintomas mais intensos e graves. 

“Os sintomas da dengue podem ser confundidos com sintomas de outras doenças causadas pelo aedes aegypti, mas a dengue tem os sintomas mais exuberantes: febre, dor de cabeça com concentração atrás dos olhos, dores musculares e manchas pelo corpo. Já a chikungunya se caracteriza pela dor articular. Os sintomas da doença podem evoluir para formas mais graves, como as hemorragias”, orienta o médico.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Após derrota, Léo Silva diz que 'gol no início do 2º tempo prejudicou o Atlético' https://t.co/0bZnR5tukO https://t.co/l276Zxl8eF

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ 'Tivemos chances, mas o resultado mais justo seria o empate'.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Time ainda não venceu na série B.

    Acessar Link