PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Campanha nacional de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira 

Por Aline Campolina, 07/10/2019 às 09:52
atualizado em: 07/10/2019 às 09:58

Texto:

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde inicia nesta segunda-feira a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Serão duas etapas de imunização. A primeira, que vai até o dia 25 de outubro, será destinada a crianças com idades entre 6 meses e menos de 5 anos. Já na segunda fase, que ocorre entre os dias 18 e 30 de novembro, serão vacinadas as pessoas com idade entre 20 e 29 anos.
 
Apesar dos dois períodos de imunização, haverá dois Dias D para mobilização nacional, 19 de outubro e 30 de novembro. Nessas datas, que caem no sábado, todos os postos de saúde ficarão abertos. O desafio, segundo Josiane Dias Gusmão, Coordenadora Estadual de Programa de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde, é aumentar a cobertura vacinal de uma doença que durante muito tempo não foi mais registrada, mas voltou a aparecer.  
 
Segundo o Ministério da Saúde, o sarampo é uma doença infecciosa grave cuja transmissão ocorre por meio de tosse, fala, espirro ou até respiração próxima de outras pessoas infectadas. A única maneira de evitar a doença é pela vacina.
 
Dados divulgados no boletim epidemiológico do Ministério da Saúde na última sexta-feira (4) mostram que nos últimos 90 dias o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo. Além disso, houve seis mortes, sendo 4 deles de pacientes menores de 1 ano.
 
Ainda conforme o boletim, o lugar de maior incidência é São Paulo, com 97% dos casos. Em segundo lugar vem a Bahia (6,64) e Sergipe (5,86).
 
A expectativa do Governo Federal é que, ao todo, sejam vacinados 39 milhões de brasileiros. Foram adquiridas, para este ano, mais de 60 milhões de doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Em 2020 o Ministério da Saúde vai dar continuidade à campanha.
 
 Sintomas

Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.
 
Grávidas podem tomar a vacina contra o sarampo?
 
A vacina é contraindicada durante a gestação pois são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado. A gestação tende a diminuir a imunidade da mulher, o que deixa o sistema imunológico mais vulnerável e, por isso, a vacina pode desenvolver a doença ou complicações.
 
O recomendado pelo Ministério da Saúde é que a mulher que faça planos de engravidar tome todas as doses da vacina antes, podendo esta ser a tríplice ou a tetra viral, e mantenha toda a rotina prevista no Calendário Nacional de Vacinação atualizada, para se proteger e proteger o bebê.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link