Notícias

Campanha Janeiro Verde alerta para prevenção do câncer de colo do útero

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 04/01/2019 às 11:22
atualizado em: 04/01/2019 às 11:23

Texto:

O câncer de colo do útero é o terceiro tumor maligno mais frequente entre as mulheres e a quarta causa de morte da população feminina por câncer no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2018 foi registrado o surgimento de quase 17 mil novos casos no país. Por isso, a Sociedade Brasileira de Cancerologia promove a Campanha Janeiro Verde, com o objetivo de conscientizar da importância da prevenção da doença.

Para o oncologista da Santa Casa BH Gustavo Lopes, a prevenção é a principal arma contra este tipo de câncer. “A causa é a infecção pelo vírus HPV, a repetição desta infecção acaba causando o câncer. É uma doença que pode ser diagnosticada no início, além disso, lesões pré-malignas podem ser identificadas antes de virarem câncer. Isso, através do exame preventivo Papanicolau, que é disponibilizado pelo SUS nos centros de saúde”, detalha o médico. 

Segundo recomendação do Ministério da Saúde, o exame de prevenção deve ser feito por mulheres com idades entre 25 e 64 anos. A maior adesão ao exame preventivo reduziu a mortalidade por câncer de colo do útero nos últimos anos. 

A prevenção deve ser feita anualmente, mas pode variar de acordo com orientação médica levando em consideração a situação de cada paciente. Outra maneira de prevenir a doença é mantendo o cartão de vacinação em dia, com a imunização contra o vírus HPV, vacina já disponibilizada pelo SUS.

“O câncer de colo do útero, diagnosticado nos estágios iniciais, é curável em quase 100% dos casos. Normalmente, o tratamento é local e não impede a mulher de engravidar no futuro”, alerta o especialista.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    URGENTE: Desembargador determina soltura do ex-presidente Michel Temer https://t.co/SyJdu4k3X9 https://t.co/gvtj91AMBc

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Resultados anteriores têm mostrado que mais da metade dos alunos de 8 anos não consegue localizar informações em textos de literatura infantil ou escrever corretamente palavra...

    Acessar Link