Intercom - Maxiboard

Notícias

Atlético perde para Chapecoense nos pênaltis e é eliminado da Copa do Brasil

Por Fábio Rocha, 16/05/2018 às 21:45
atualizado em: 17/05/2018 às 08:40

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

O Atlético está eliminado da Copa do Brasil. Após novo empate sem gols com a Chapecoense, na Arena Condá, o time alvinegro foi derrotado nos pênaltis por 4 a 3, nesta quarta-feira, pelas oitavas de final. Sem inspiração no ataque, o Galo criou poucas chances durante a partida e, assim como no primeiro jogo no Independência, a equipe não conseguiu furar a defesa catarinense e foi castigado com a segunda eliminação em uma semana, já que na terça passada o time já havia caído na primeira fase da Copa Sul-Americana para o San Lorenzo, da Argentina.

Ricardo Oliveira abriu a série e desperdiçou a primeira cobrança do Atlético. Jandrei caiu no canto e espalmou. A bola ainda bateu na trave. Na sequência, a Chape não perdeu nenhuma e converteu com Wellington Paulista, Luiz Antonio e Nadson. Pelo lado alvinegro, Luan e Leonardo Silva também balançaram as redes, mas, na quarta cobrança atleticana, Róger Guedes chutou para fora e dificultou as coisas para o Galo. Na quarta chance dos catarinenses, Victor chegou a defender o chute de Bruno Pacheco, alimentando a esperança atleticana. Mas Rafael Thyere também precisaria errar para a decisão da vaga ir para as cobranças alternadas, mas o zagueiro converteu e classificou o time alviverde.

Além da desclassificação, o Atlético deixou de ganhar mais R$ 3 milhões pela vaga. Já o time catarinense, que avançou pela primeira vez na sua história para as quartas de final da Copa do Brasil, agora aguarda pelo sorteio para conhecer o próximo adversário no torneio. 

Agora, o Galo tem apenas o Campeonato Brasileiro para disputar até o final do ano. O time não terá muito tempo para lamentar a eliminação. No sábado, às 16h, a equipe faz o clássico contra o Cruzeiro, no Independência, pela sexta rodada do Brasileirão. Já a Chapecoense volta a campo na próxima segunda-feira, às 20h, diante do Internacional, no Beira-Rio, também pela competição nacional.

O jogo

O técnico Thiago Larghi surpreendeu ao sacar Gabriel da zaga para voltar com Leonardo Silva. Desta forma, Bremer foi mantido. Outra mudança inesperada foi a saída de Luan para a manutenção de Otero no meio-campo.

Na zaga, Bremer mostrou segurança e tranquilidade no primeiro tempo. Mas Otero não justificou sua entrada. Em jogo truncado na etapa inicial, o Atlético não ameaçou a meta da Chapecoense, mas, ao mesmo tempo, não foi tão exigido na defesa.

A única chance clara criada pelo time da casa aconteceu aos 46 minutos. Após falta cobrada para a área, Wellington Paulista desviou de cabeça e Victor se esticou todo para salvar o Galo com a ponta dos dedos.

Antes, o Atlético finalizou apenas duas vezes, ambas em chutes de fora da área de Otero e Ricardo Oliveira que foram defendidos com facilidade pelo goleiro Jandrei.

Na etapa final, o Atlético adiantou as linhas de marcação, passou a pressionar mais a Chape na saída de bola e chegou duas vezes com perigo. Primeiro com Róger Guedes, que invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado. Jandrei caiu no canto, não conseguiu segurar firme, mas contou com a ajuda do defensor que mandou a bola para escanteio. Na cobrança, Cazares mandou na primeira trave e Ricardo Oliveira cabeceou no canto para grande defesa do goleiro.

Mas, a partir dos 15 minutos, a Chapecoense inverteu a pressão e criou várias chances seguidas para abrir o placar. Arthur Caike recebeu cruzamento e, cara a cara com Victor, mandou para fora. Pouco depois, o goleiro alvinegro salvou o Galo com a ponta dos dedos. Na sequência, Wellington Paulista invadiu a área e desviou a bola tirando de Victor, mas Fábio Santos apareceu para evitar o gol. A Chape ainda acertou o travessão em cobrança direta de escanteio de Canteros.

Nos acréscimos, Fábio Santos cometeu falta no meio-campo, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso, desfalcando o Atlético nas cobranças por pênaltis, já que é um dos melhores batedores do elenco.

Chapecoense 0 (4) x (3) 0 Atlético

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Marcio Araújo e Canteros (Nadson); Guilherme (Luiz Antonio), Arthur Caike (Bruno Silva) e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina

Atlético: Victor; Patric, Leonardo Silva, Bremer e Fábio Santos; Adilson (Luan), Gustavo Blanco (Elias), Cazares, Otero (Erik) e Róger Guedes; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

Motivo: jogo de volta – oitavas de final da Copa do Brasil
Data: 16 de maio de 2018, quarta-feira, às 19h30
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Cartão Amarelo: Patric, Fábio Santos (Atlético); Wellington Paulista (Chapecoense)
Cartão Vermelho: Fábio Santos (Atlético)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Daniel Luís Marques (SP)

Público: 8.597 presentes
Renda: R$ 195.620,00

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Governo Federal e caminhoneiros anunciam propostas para suspender greve por 15 dias: https://t.co/VIK0YcKVsd https://t.co/h5uFZ7w7UT

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️ #Cruzeiro anuncia mudança no marketing. Bernardo Pontes deixou o clube. Renê Salviano é um dos nomes cotados pra… https://t.co/3eT8OcOANj

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Conseguimos atingir a liderança do campeonato, mas sabemos que está no início e requer muito cuidado, muito trabalho. O Campeonato Brasileiro é muito extenso e complicado", d...

    Acessar Link