Notícias

Atlético joga o ano contra Jorge Wilstermann por vaga nas quartas de final da Libertadores

Por Redação , 08/08/2017 às 21:06

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Para espantar a má fase que o clube se meteu há um mês, o Atlético tem pela frente o maior desafio na temporada. Considerado o ‘jogo do ano’, já que é a última chance de título de expressão do time em 2017, o Galo enfrenta o Jorge Wilstermann nesta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão, precisando vencer por dois gols de diferença para avançar às quartas de final da Copa Libertadores.

No jogo de ida, na Bolívia, o Atlético perdeu por 1 a 0. Assim, resta ao time alvinegro ganhar por 2 a 0 para reverter a vantagem do Jorge Wilstermann, que joga pelo empate. Se os bolivianos marcarem um gol no Mineirão, o Galo será obrigado a fazer três para ficar com a vaga.

“Penso que precisamos ter paciência, o torcedor tem que entender isso, que vamos encontrar um adversário fechado, que vai querer esfriar o jogo, catimbar e ganhar tempo. Diante disso, precisamos ter paciência para ficar com a bola, achar o momento certo de agredir e ser preciso quando tiver a oportunidade”, alertou o goleiro Victor. 

Triunfo atleticano por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis, o que não seria bom para o Galo, já que o time desperdiçou quatro das últimas cinco cobranças que teve a seu favor no Campeonato Brasileiro.

Curiosamente, a má fase do Atlético vem desde a derrota para o Wilstermann, no dia 5 de julho. De lá para cá, a equipe fez nove jogos e registrou um péssimo aproveitamento (25,9%). Foram seis derrotas, um empate e apenas duas vitórias.

“O Atlético sempre responde muito bem em situações como essa. O nosso histórico recente demonstra que as grandes viradas foram em situações de pressão, tendo que reverter resultados complicados. Não há dúvida que a resposta vai ser positiva e forte em relação a isso porque todo mundo sabe a importância de conquistar a classificação e continuar na luta pela Libertadores”, afirmou Victor.

Se dentro de campo as coisas vão mal, o Atlético conta com a ajuda da torcida para buscar a classificação. Mais de 30 mil ingressos foram vendidos até o final da tarde desta terça-feira. O número não contabiliza os sócios ‘Galo na Veia Preto’, que têm entrada garantida no estádio e ainda podem levar um acompanhante.

Dúvidas na escalação

A atividade desta terça-feira na Cidade do Galo foi fechada à imprensa, que acompanhou somente os preparativos iniciais. Gustavo Blanco chegou a ir ao campo quando os jornalistas deixavam o CT, mas o volante não se recuperou a tempo de tendinite no tornozelo esquerdo e está vetado. 

Já Fred, que estava afastado desde o dia 23 de julho por conta de um estiramento na panturrilha direita, se mostrou recuperado e foi relacionado para o confronto.

Sem Blanco, o técnico Rogério Micale levará para o vestiário do Mineirão uma dúvida no meio-campo. Para a vaga entra outro volante? Assim, Adilson ganharia a titularidade. Mas como o adversário virá fechado, a melhor ideia então seria colocar um meia-atacante? Desta forma, Valdívia e Otero brigam por um lugar na equipe. Robinho corre por fora.

Além de Blanco, as ausências na lista de relacionados são o volante Roger Bernardo e o meia-atacante Marlone, mas por opção de Micale.

Bolivianos vêm embalados por vitórias

Desde que venceu o Atlético, o Jorge Wilstermann disputou apenas dois jogos oficiais e venceu ambos, válidos pelo Torneio Clausura do Campeonato Boliviano. Fez 4 a 2 no Universitario Sucre e 3 a 0 no Guabirá.

Com a sequência de vitórias no campeonato local, que deixa a equipe na liderança do Clausura do Boliviano, o técnico Roberto Mosquera se mostrou otimista quanto à classificação em Belo Horizonte.

“Nós éramos o patinho feio e estamos nos convertendo em cisne. Não é fácil superar o Peñarol, o Palmeiras, o Atlético de Tucumán e o Atlético Mineiro. É um exercício de confiança, e o tomamos com muita humildade e respeito. Sabemos que estamos no melhor momento. Esse é o momento de mudar a história da Bolívia. É o momento de termos personalidade competitiva e não ter medo. Viemos ganhar a partida, com o respeito que merece o Atlético. É o momento de dar o salto de qualidade que todos na Bolívia esperam”, declarou o treinador da equipe que há mais de 30 anos não se classificava para as oitavas de final da competição continental.

Acompanhe, a partir das 21h05, a Jornada Esportiva da Itatiaia, com o 1º Time do Rádio. Narração de Mário Henrique, comentários de Léo Figueiredo e reportagens de Cláudio Rezende, Bruno Azevedo, Álvaro Damião e Thiago Reis.
 
Atlético x Jorge Wilstermann

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Valdívia, Otero ou Robinho), Rafael Carioca, Elias, Cazares e Luan; Fred (Rafael Moura). Técnico: Rogério Micale

Jorge Wilstermann: Arancibia; Morales, Alex Silva, Zenteno e Aponte; Cristhian Machado, Saucedo, Bergese e Chávez; Serginho e Álvarez. Técnico: Roberto Mosquera

Motivo: jogo de volta – oitavas de final da Copa Libertadores
Data: 9 de agosto de 2017, quarta-feira, às 21h45
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Jose Argote (VEN)
Auxiliares: Carlos Lopez (VEN) e Luis Murillo (VEN)

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Hoje tem Galo: @thiagoreisbh e @claudiorez convidam: https://t.co/XBHXrzKcr5

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Hoje tem Galo e a @radioitatiaia te convida: https://t.co/aJy60Ja640

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Lula inicia na segunda-feira caravana de oito dias por Minas: http://bit.ly/2yTfAHJ

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    De sucata de ar condicionado a veículos: Polícia Federal faz leilão de bens em Belo Horizonte: http://bit.ly/2ilzNii

    Acessar Link