PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Atlético aposta na força do Horto em duelo contra o Santos pelas oitavas da Copa do Brasil

Por Redação , 15/05/2019 às 11:30
atualizado em: 15/05/2019 às 19:21

Texto:

Foto: Bruno Cantini/ Atlético
Bruno Cantini/ Atlético

Depois de fracassar no Campeonato Mineiro e na Libertadores, o Atlético inicia nesta quarta-feira, contra o Santos, a caminhada em busca do bicampeonato da Copa do Brasil. O time aposta no fator Independência para vencer o Peixe e abrir vantagem no confronto das oitavas de final, marcado para 19h15, no Horto, onde o clube está invicto em 2019: são sete vitórias e dois empates. 

Acompanhe, a partir das 19h, a Jornada Esportiva da Itatiaia, com o 1º Time do Rádio. Narração de Mário Henrique, comentários de Cadu Doné e reportagens de Cláudio Rezende, Emerson Pancieri e Thiago Reis. A ancoragem será de Álvaro Damião.

O Atlético manda suas partidas na temporada no Horto e no Mineirão, onde foi derrotado no último domingo, por 2 a 0, pelo Palmeiras, em duelo válido pelo Brasileirão. São sete jogos como mandante no Gigante da Pampulha, com quatro vitórias e três derrotas. A volta ao Independência para um duelo decisivo agrada os jogadores e divide a torcida. 

"A gente sabe que o Atlético e o Independência têm algo de diferente. Que a gente possa fazer nosso caldeirão lá dentro para conseguir o êxito no primeiro jogo da Copa do Brasil”, diz o lateral-direito Guga, que não vive boa fase. 

“Vamos para cima tentar fazer o resultado em casa. Com o apoio da torcida, vamos tentar buscar a vitória. O torcedor sabe que o apoio dele é essencial e, com ele, tudo se torna mais fácil”, disse o meia Nathan, opção no banco. 

O Atlético está numa maratona de jogos que chegará ao fim somente com a pausa para a disputa da Copa América. Tanto que o técnico Rodrigo Santana pretende rodar o elenco nessa sequência. Uma alteração é certa: Zé Welison no lugar de Adílson, que será poupado.

O restante da equipe deverá ter a base dos compromissos anteriores, incluindo o centroavante Ricardo Oliveira, vaiado pela torcida contra o Palmeiras. O veterano, porém, é o sonho de Sampaoli para o comando do ataque santista e marcou quatro vezes nos dois duelos entre os times no Brasileirão de 2018. 

Visitante ruim?

Derrotado nos últimos dois compromissos que fez como visitante na Copa do Brasil, o Santos aposta na instabilidade do Atlético para tentar largar em vantagem no mata-mata.

Embora tenha avançado nas duas fases anteriores da Copa do Brasil, o Peixe enfrentou dificuldades nas séries contra o Atlético Goianiense e Vasco. Afinal, perdeu o duelo de ida em Goiânia por 1 a 0 - se classificou ao fazer 3 a 0 na Vila Belmiro - e caiu por 2 a 1 em São Januário no confronto de volta sendo que havia triunfado em casa por 2 a 0. 

Agora, então, o Santos quer evitar nova oscilação, também se inspirando no desempenho que vem tendo no começo do Campeonato Brasileiro longe de casa, com vitória sobre o Grêmio (2 a 1) e empate com o CSA (0 a 0), resultados que o ajudam a ser um dos líderes e invictos do torneio nacional.  

Ficha técnica 

Atlético x Santos

Atlético: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Geuvânio, Luan e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana

Santos: Everson; Lucas Veríssimo (Jean Lucas), Felipe Aguilar e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jorge; Rodrygo, Eduardo Sasha (Jean Mota) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli

Motivo: jogo de ida – oitavas de final da Copa do Brasil

Data: 15 de maio de 2019, quarta-feira, às 19h15

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Rodrigo D'alonso Ferreira (SC)

Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Kleber Lúcio Gil (SC)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O rapaz chegou a ser preso em flagrante um dia após o acidente, foi beneficiado com alvará de soltura em 8 de janeiro do ano seguinte e aguardou o julgamento em liberdade.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Se a classe política achar que as distorções causadas pelo imposto são piores que os 30 milhões de desempregados sem carteira que tem aí, eles decidem", afirmou.

    Acessar Link