ALMG - SOU MINAS DEMAIS

Notícias

Angela Merkel afirma que populismo de direita é 'um veneno' para a União Europeia

Por Agência Estado, 24/01/2018 às 14:46

Texto:


A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse que o populismo de direita na Europa é um "veneno" impulsionado por problemas não resolvidos nos países europeus. Na Alemanha, o partido nacionalista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD) ganhou diversos assentos no Parlamento pela primeira vez em setembro, enquanto outros partidos populistas também se fortaleceram na França, na Holanda e em outros lugares.

Nesta quarta-feira, durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, Merkel disse esperar que o apoio a esses partidos não aumentasse e comentou que seu governo está tentando manter o populismo de direita "sob controle, apesar de ser um veneno".

Ela afirmou que alguns alemães ficaram atraídos a seguirem pelo caminho extremista de direita durante a crise financeira da Grécia, quando a Alemanha pagou uma grande parte dos programas de resgate para Atenas, e também durante a crise imigratória em 2015.

Merkel também disse que, com a decisão do Reino Unido de deixar a UE, os países restantes do bloco precisam falar com uma só voz no cenário mundial. De acordo com a chanceler, os outros membros da UE precisam de uma voz na política externa "se nós europeus quisermos ser levados a sério". Ela ainda comentou que o Brexit revigorou o bloco e que, apenas como um bloco, a UE poderá enfrentar grandes desafios, como a crescente influência chinesa.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Na Semana Internacional da Tireoide, especialista alerta população para riscos de doenças https://t.co/GWByNyScuv https://t.co/ZbYx0Pdscw

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Há mais de quatro meses, moradores de Barão de Cocais tiveram suas vidas completamente alteradas por causa do risco de rompimento da barragem Sul Superior, na mina Gongo Soco,...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    De um lado estão os que apoiam as manifestações, do outro lado estão parlamentares do PSL que não integram a brigada olavista. Leia!

    Acessar Link