Notícias

Americanos lamentam baixo poder ofensivo do time e reclamam de árbitro por pênalti

Por Redação , 12/03/2017 às 20:15
atualizado em: 14/03/2017 às 10:20

Texto:

Foto: América FC/Divulgação
América FC/Divulgação

A falta de criação e os erros nas poucas chances de finalização custaram ao América a derrota por 1 a 0 no clássico contra o Cruzeiro, neste domingo, no Independência, pelo Campeonato Mineiro. O volante Gustavo Blanco lamentou os erros nas conclusões das jogadas e outro revés em um dérbi mineiro – antes o Coelho já tinha perdido para o Atlético.

“Temos que caprichar mais na parte ofensiva. No segundo tempo só deu a gente, só que criamos poucas jogadas. Fico muito triste porque esse é o meu segundo clássico e é a segunda derrota. Mas é assim mesmo, a gente tem que trabalhar para melhorar”, observou.

Já o atacante Marion frisou o mau começo de jogo do América, que não conseguiu sair do campo de defesa e só partiu para cima depois de sofrer o gol. “Nos 15 primeiros minutos, a gente ficou muito atrás, depois saímos para o jogo. Mostramos que a nossa equipe tem qualidade, enfrentamos um time grande e jogamos de igual para igual. Agora é trabalhar, vencer a próxima partida e buscar a classificação”, afirmou.

Pênalti

O gol da vitória do Cruzeiro saiu de um pênalti sofrido e convertido por Rafael Sobis. O zagueiro Rafael Lima, que apesar de não ter feito a falta dentro da área – a infração foi cometida por Renato Justi – e que levou cartão amarelo no lance por reclamação, criticou a marcação do árbitro Cleisson Veloso Pereira.

Após Sobis ser derrubado dentro da área, Cleisson Veloso Pereira não assinalou nada. De acordo com o zagueiro americano, o árbitro, que estava próximo ao lance, marcava o tiro de meta a favor do Coelho, quando o auxiliar, que estava muito mais distante, o avisou pelo rádio comunicador que foi pênalti.

“Ele falou ‘meta’ [tiro de meta] três vezes. Depois quando o bandeira falou uma coisa no fone, ele falou ‘pênalti?, pênalti?, pênalti?’ e marcou o pênalti. Essa é a minha indagação”, reclamou.

Ao fim da partida, Rafael Lima foi até ao árbitro para continuar a reclamação. “Falei para ele que ele teria que ser homem e dizer que foi o bandeira quem deu o pênalti. Porque ele deu meta e estava a dois metros do lance, enquanto o bandeira deu pênalti a 50 metros de distância. Ele demorou muito para dar o pênalti. Se fosse realmente, ele tinha dado instantaneamente”, completou.

Apesar da derrota, o América não saiu do G4. Com 11 pontos, o Coelho perdeu só uma posição – caiu da terceira para a quarta colocação –, pois contou com os tropeços de Tombense, URT e Uberlândia.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Hoje na Resenha de Boleiro um papo com o herói americano... O destino mudou a vida dele e você vai conferir um rela… https://t.co/D7ugkADok4

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Estudo confirma que anticoncepcional aumenta risco de câncer de mama - https://t.co/lkawhGaffa https://t.co/iNU0umXtVc

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Estudo confirma que anticoncepcional aumenta risco de câncer de mama - https://goo.gl/dEQKSg

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Uso de celulares dentro das celas é o crime mais comum em presídios de Minas - https://goo.gl/gmrNfN

    Acessar Link