350 Dias para Copa

Notícias

Aécio mancha o nome de Tancredo, diz advogada Janaína Paschoal no Twitter

Por Agência Estado , 19/05/2017 às 09:22

Texto:

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Advogada foi uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma

A advogada Janaína Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), lamentou na manhã desta sexta-feira, 19, as denúncias contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato derrotado à Presidência em 2014.

"Em profunda tristeza, não por mim, mas por Tancredo Neves, entendo que seu neto não tem mais condições de compor o Senado Federal", declarou a advogada em uma série de postagens no Twitter. "Como se mancha o nome de um verdadeiro herói nacional, um mito, por dinheiro? O nome tem peso. O neto de Tancredo não poderia ser um político como outro qualquer."

A delação de Joesley Batista, da JBS, revelou que o empresário gravou Aécio pedindo R$ 2 milhões para sua defesa na Lava Jato. O valor teria sido entregue em espécie ao primo do tucano, que teria tratado de entregá-lo a uma empresa do filho do senador Zezé Perrella (PMDB-MG) em Belo Horizonte. Segundo as investigações, Andrea Neves, presa na manhã de quinta-feira, 18, em Belo Horizonte, foi quem articulou o encontro entre o irmão e Joesley.

"Quando pedi o impeachment da Presidente Dilma, eu disse que também pensava em seus netos. E eu estava falando a verdade", escreveu Janaína Paschoal. "Naquele momento, pensei nos netos; neste, penso no avô. Não consigo parar de refletir sobre a decepção de Tancredo."

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Alisson, Thiago Neves e Ariel Cabral receberam pancadas ontem e serão reavaliados. Mas não devem ser problema pro clássico contra o Atlético

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Daqui a pouco, diretor de futebol do @americamg confirma na Itatiaia, a saída de Gustavo Blanco. (Por… https://t.co/Q8bmkoXZbD

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Pela portaria assinada pelo ministro José Sarney Filho, será preciso aprovar um determinado número de licenças para que as metas de gratificação sejam atingidas.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    "Se quando eu sair não arrumar emprego, porque se meu filho pedir um prato de comida, infelizmente, vou ter que roubar, matar e fazer o que for necessário", avisa.

    Acessar Link