Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Trilegal: Grêmio é tricampeão da América. Galo agradece

O Grêmio construiu o tricampeonato. Houve planejamento (drone também)

30/11/2017 às 04:42

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Foram 22 anos de espera desde a última conquista da Copa Libertadores. O Grêmio escreveu mais uma página da sua história no La Fortaleza. Sim! Dentro da casa do Lanús, na Argentina! Quer mais? O maior ídolo da história tricolor, Renato Gaúcho, tornou-se o primeiro brasileiro campeão da Libertadores como jogador e treinador. 

Engana-se quem prefere desmerecer o título, dizendo que o adversário foi fácil. O Grêmio construiu o tricampeonato. Houve planejamento e drone também! Mas se me pedissem para destacar um responsável eu diria: Renato Gaúcho. O ídolo tricolor vive seu melhor momento como técnico: deu ao Grêmio o título da Copa do Brasil em 2016 e agora o tricampeonato da Libertadores. É polêmico? Muito. Precisava usar drone para vigiar o adversário? Não. Mas é Renato Gaúcho. 

O torcedor do Grêmio está enlouquecido! E com razão! Agora é pensar no Mundial. Fizeram valer o hino que diz: “até a pé nós iremos, para o que der e vier. Mas o certo é que nós estaremos com o Grêmio onde o Grêmio estiver” e fizeram do La Fortaleza uma Arena do Grêmio.

Mas o título tricolor não está sendo comemorado só no Sul do País. Com a conquista do time do Rio Grande do Sul, o Campeonato Brasileiro virou G-8, até o momento, aumentando as chances do Atlético de garantir uma vaga na Libertadores de 2018. 

Com 51 pontos, o Galo precisa vencer o Grêmio, que jogará com o time reserva, neste domingo (3), no Independência. Mas o desafio não fica por aí. O analista de números da Itatiaia, Domingos Sávio Baião, esclarece que “o Atlético vencendo, com dois tropeços das quatro equipes, fica em oitavo; com três, fica em sétimo; e com dos quatro concorrentes diretos, fica em sexto. No caso do Flamengo, derrotado. Para Chapecoense, Botafogo e Vasco, empate basta”. Se antes da conquista do Tricolor Gaúcho, o Atlético tinha 11,8% de chance de se classificar, agora, a probabilidade subiu para 15,6%. 

Se a cabeça dos gremistas está em Abu Dhabi, o pensamento dos atleticanos deve estar na Libertadores! 

E o que você acha? O Atlético consegue se classificar? 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link