Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

O novo Campeonato Mineiro

O antigo regulamento era um dos mais elogiados do País, justamente por ser enxuto, dinâmico e atrativo

03/11/2017 às 08:26

Nesta semana, fomos surpreendidos com a notícia da mudança do formato de disputa do Campeonato Mineiro. Durante o conselho técnico na última segunda-feira (30), na sede da Federação Mineira de Futebol, ficou decidido que nas próximas duas temporadas, 2018 e 2019, haverá a inclusão das quartas de final, com oito equipes se classificando para a fase mata-mata. No regulamento antigo, apenas quatro equipes avançavam. Sobre o rebaixamento, ficou mantida a regra atual: dois times.

Nas quartas de final, haverá jogo único, com a partida sendo disputada no estádio do time de melhor campanha na primeira fase. Nas semifinais e final, o formato vigente permanece, com o time de melhor campanha na primeira fase tendo vantagem de dois resultados iguais. 

A proposta aprovada foi apresentada pelos times do interior e não agradou as equipes da capital, que votaram contra. A sugestão partiu do Villa Nova com várias justificativas, inclusive de que o formato apresentado vai aumentar a arrecadação de verba, já que foi incluída mais uma partida na competição. Mas esta é uma questão muito relativa! Vai aumentar uma data? Sim! Isso é garantia de aumento de renda para os clubes do interior? Depende. É bom alertar que das oito equipes que disputarão as quartas de final, quatro delas irão jogar na casa do adversário. Sendo assim, talvez não faça tanto sentido esse argumento. 

Vale ressaltar que a Federação Mineira de Futebol não tem voto para fazer prevalecer ou mudar o regulamento. Pautada no Regulamento do Torcedor, a entidade tem o papel de mostrar os prós e contra aos seus associados. E isso foi feito. Bem como tantas outras propostas expostas que foram para votação e não passaram. América, Atlético e América somaram 33 pontos e os clubes do interior totalizaram 45. Cada clube tem peso no voto de acordo com a classificação no campeonato. Houve um acordo muito bem costurado com os clubes do interior que já chegaram com o assunto de mudança pronto. Alguns queriam a alteração no regulamento há anos. Colocavam em pauta e eram vencidos. Só agora tiveram um número maior de votantes a favor. O que parecia ser uma reunião costumeira virou pauta especial nas redações e clubes.

O antigo regulamento era um dos mais elogiados do País, justamente por ser enxuto, mais dinâmico e mais atrativo. Os clubes sempre se inspiraram no nosso Campeonato Mineiro para conseguir ajustar os seus estaduais, e o que fazemos? Mudamos tudo.

Entendo que qualquer verba a mais já é de grande valia para qualquer clube, mas não concordo que havia privilégios para os times da capital. É notório e sabido por todos a enorme lacuna entre as folhas de pagamento. Enquanto Atlético e Cruzeiro têm um pagamento mensal de aproximadamente R$ 12 milhões, alguns times do interior pagam, por ano, aproximadamente R$ 350 mil. Acredito que o novo formato foi a saída que encontraram para abrir mais vagas e possibilidades para os times do interior, mas será que a medida vai, de fato, amenizar esse abismo? Será que a avaliação técnica do atleta não será o diferencial? 

Nos resta desejar boa sorte para América, Atlético, Boa Esporte, Caldense, Cruzeiro, Democrata-GV, Patrocinense, Tombense, Tupi, Uberlândia, URT e Villa Nova. 

Que façam uma boa competição! 

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Acidente com ônibus e carreta provoca morte, deixa feridos e fecha parcialmente a BR-381: https://t.co/yr5hMq6QjJ https://t.co/I1jHVqpMNh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Por causa da colisão, o trânsito flui por um desvio ao lado da pista em Antônio Dias, a cada momento priorizando um sentido, no esquema siga e pare.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A Quina teve 93 apostas ganhadoras, e cada vencedor receberá R$ 45.677,31. Outras 6.899 pessoas acertaram a Quadra, com prêmio de R$ 879,62 para cada.

    Acessar Link