Gustavo Lopes

Coluna do Gustavo Lopes

Veja todas as colunas

Mais notícias

Super Bowl: exemplo para o futebol

Ainda em fase de desenvolvimento no Brasil, o futebol americano é uma verdadeira febre nos Estados Unidos

03/02/2017 às 03:06

Embed from Getty Images

Ainda em fase de desenvolvimento no Brasil, o futebol americano é uma verdadeira febre nos Estados Unidos. Desde os anos 90, quando ultrapassou o baseball, o “football”, como é conhecido nos EUA, se tornou o esporte mais popular do país.

A National Football League (NFL) é a maior liga de futebol americano do mundo. Organizada em duas conferências (Americana-AFC e Nacional-NFC), a NFL é a maior liga de esportes na América do Norte e uma das maiores do mundo.

Os campeões de cada conferência disputam a finalíssima, chamada de Super Bowl, em que se decide o vencedor da temporada.

O Super Bowl é disputado desde 1967, após a união das duas principais ligas do país (NFC e AFC), é o maior evento desportivo e a maior audiência televisiva do país, assistido anualmente por milhões de pessoas nos Estados Unidos e em todo o mundo. Em 2016, a transmissão da partida entre New England Patriots e Seattle Seahawks teve a maior audiência de televisão registrada nos Estados Unidos, com cerca de 114 milhões de telespectadores. No mundo, o Super Bowl só perde em audiência para a final da Liga dos Campeões.

Além disso, o Super Bowl possui a publicidade mais cara da televisão americana. Para se ter uma ideia, em 2016 o canal televisivo CBS vendeu 30 segundos de propaganda por US$ 5 milhões (cerca de R$ 17 milhões). O valor se torna ainda mais significativo quando se observa que na sua primeira edição, em 1967, o anúncio custava US$ 268 mil dólares, valor que não pagaria dois segundos no ano passado.

No próximo domingo será disputada a 51ª edição do Super Bowl, em partida entre o New England Patriots, campeão da Conferência Americana (AFC), e o Atlanta Falcons, campeão da Conferência Nacional (NFC), na cidade de Houston. O já tradicional show do intervalo ficará a cargo da cantora Lady Gaga. Enfim, um mega evento que monopolizará toda a mídia norte-americana e trará retorno financeiro astronômico às equipes, emissoras e patrocinadores.

O Super Bowl (e os formatos das ligas americanas) é um exemplo colossal para o futebol brasileiro. Além de sermos um país de dimensões continentais como os EUA, o povo brasileiro é tão apaixonado pelo futebol quanto o americano pelo “football”. Seria incrível uma grande final do Campeonato Brasileiro em estádio previamente definido, ou ao menos uma Supercopa do Brasil entre os campeões do Brasileirão e da Copa do Brasil abrindo ou fechando a temporada.

O esporte se tornou um grande negócio e, no Brasil, explora-se muito pouco o mega potencial das marcas dos clubes e da paixão pelo futebol. E, ainda sobre o Super Bowl, domingo será uma baita oportunidade para conhecer o esporte, curtir o show da Lady Gaga e ver o Tom Brady (principal jogador dos Patriots e marido da Gisele Bündchen em ação).

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    RT @brunoitatiaia: Avó de um amigo meu. Me ajudem com RT. Obrigado! https://t.co/Pei6tLbocj

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Juíza determina internação provisória de adolescente que matou colegas a tiros em escola de Goiânia:… https://t.co/Vxl1nzP5jh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Dois anos depois da tragédia em Mariana, distrito capixaba sofre com debandada de turistas: https://goo.gl/KjrkYG

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Perdeu alguma reportagem do Jornal da Itatiaia? Ouça na nossa Central de Áudio: https://goo.gl/Wd1STR

    Acessar Link