Emanuel Carneiro

Coluna do Emanuel Carneiro

Veja todas as colunas

O calendário de 2018

09/10/2017 às 04:55

Pedro Martins/MoWa Press

Duas decisões nos últimos anos mudaram para melhor o futebol brasileiro.

A primeira foi a disputa das séries A e B por pontos corridos. A série A adotou a mudança em 2003, lá se vão 14 anos. Temos um Campeonato Brasileiro com soma de pontos desde a primeira rodada e com vencedor no final sem contestação.

A outra boa novidade foi a introdução de um calendário de jogos e competições para toda uma temporada.

A CBF, com a antecedência necessária, publicou o cronograma das competições para 2018 e vale a pena prestar atenção nesses pontos importantes:

• O próximo ano é atípico devido a Copa do Mundo na Rússia;

• a pré-temporada será reduzida pela metade (14 dias);

• campeonato estaduais começam dia 17/01 e terminam no máximo até 08/04 uma semana depois vem o Brasileirão até 09/12;

• não haverá jogos da Série A durante a Copa, a ser jogada de 15/06 a 15/07;

• Libertadores, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana vão se estender até quase o fim do ano;

• nada foi dito sobre a Primeira Liga, mas há um item abrindo a discussão com o título “torneios regionais”;

• devido às dez datas-Fifa e à paralisação para a Copa do Mundo, o Campeonato Brasileiro será obrigado a programar rodadas intermediárias.

Com certeza haverá excesso de jogos e, nesse caso, a qualidade do elenco vai influir no desempenho das equipes.

Ano de Copa do Mundo é diferente e como o Brasil tem uma equipe forte, o país vai parar mais uma vez durante 31 dias entre julho e agosto.

O planejamento dos clubes já pode ser feito com o calendário em mãos e definir em quais competições serão feitas as grandes apostas.

O ano de 2018 promete: muito jogo, muita emoção e, quem sabe, títulos para o futebol mineiro. Estamos na área.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link