Emanuel Carneiro

Coluna do Emanuel Carneiro

Veja todas as colunas

Mais notícias

Galo cai na real...

O Atlético chegou perto mais uma vez e passou o ano em branco, criando falsas expectativas na torcida e com fracassos em campo nos...

09/12/2016 às 05:17
Foto: Bruno Cantini/Divulgação
Galo cai na real...

O Atlético chegou perto mais uma vez e passou o ano em branco, criando falsas expectativas na torcida e com fracassos em campo nos momentos decisivos.

O presidente Daniel Nepomuceno apostou nas conquistas, montando um elenco dos mais caros do futebol brasileiro e sem resultados práticos.

Clayton se tornou uma grande decepção, Cazares não teve regularidade, Erazo se perdeu em muitos jogos, Carlos Eduardo não vingou, Dátolo não jogou. Junte a isso tudo as contusões e as convocações para seleções, no Brasil e na América do Sul.

Pelo quinto ano consecutivo o Galo chega à Libertadores: o que é inédito na história do clube. Esse foi, sem dúvida, o grande ganho da temporada. Agora é pensar, ter sorte e competência para melhorar os pontos fracos, um deles no meio-campo, a parte mais vulnerável do time.

Das divisões de base não dá para esperar muita coisa, é apenas razoável e não há nenhuma revelação para pleitear uma vaga de titular.

Roger vai mudar a forma do time jogar, com um fortalecimento de esquema defensivo, responsável, junto com o meio campo, pelos inúmeros e inexplicáveis resultados negativos.

O elenco atleticano é de boa qualidade, com jogadores experientes e com uma grande estrutura administrativa. Em 2016 não houve atraso de pagamentos, o que conta muito na hora de exigir dos jogadores. No lugar de cobradores, eles se transformam em cobrados. Faz a diferença.

A diretoria permanece praticamente a mesma dos tempos do Kalil e a esperada volta do Eduardo Maluf deve ser festejada. Maluf sabe o caminho das pedras.

A temporada 2016 deixa lições importantes para a diretoria, pois algumas definições precisam aparecer. Uma delas é acabar com a novela de indecisão entre jogos no Independência ou no Mineirão.

O clube não pode continuar jogando no Mineirão como se fosse visitante. É preciso habituar a torcida se identificar com um local preferido. Que tal uma pesquisa?

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O @ECVitoria está pronto aqui no Barradão para o jogo contra o @Cruzeiro. https://t.co/E2rv5k48FG

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Cruzeiro escalado: Fábio; Galhardo, Léo, Murilo e Bryan; Henrique, Romero, Rafinha, Alisson, Arrascaeta e Jonata.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O Observatório Feminino deste domingo recebeu a sargento da PM Késsila Alves Miranda, 3ª colocada no Miss Minas Gerais 2017; ouça a íntegra do programa: https://goo.gl/t2mnPU

    Acessar Link